in ,

Tati Minerato divulga fotos que mostram complicações que teve após lipoaspiração

Modelo ficou mais de 30 dias internada por conta do problema; imagens são fortes

Tati Minerato ficou em evidência por conta de complicações causadas por uma lipoaspiração, o que a fez tirar satisfações com o médico responsável pelo procedimento. Agora, a modelo e rainha de bateria enviou fotos para o colunista Léo Dias, do Metrópoles, que mostram os problemas que teve.

Nas fotos, é possível ver que Tati ficou com várias manchas vermelhas pelo corpo. Duas delas, que são mais fortes, mostram que a modelo teve uma deiscência de sutura, termo usado na medicina para cicatrizes que se abrem.

Confira abaixo. ATENÇÃO: as imagens são fortes.

Tati Minerato-complicações lipo 1

Tati Minerato-complicações lipo 4

Tati Minerato-complicações lipo 2

 

Tati Minerato-complicações lipo 3

Tati Minerato-complicações lipo 5

Tati Minerato-complicações lipo 6

Para Léo Dias, Tati Minerato disse que pagou, à vista, o valor de R$ 14 mil para fazer o procedimento. Dez dias mais tarde, ela notou que teve complicações tanto na lipoaspiração que fez quanto nos seios, pois também havia feito a troca das próteses de silicone, e logo procurou ajuda do médico responsável pelo procedimento.

“Ele pediu que eu fosse imediatamente ao consultório. Após me examinar, fez a sutura dentro do seu próprio consultório com anestesia local. Já nesse momento, sofri horrores, doeu demais”, afirmou a modelo.

Conforme relatado anteriormente, o médico passou alguns medicamentos para Tati Minerato, mas ela só piorou.

“O médico me passou um ciclo de medicação que fez a bactéria criar resistência, pois a dose havia sido passada de forma errada. Dali em diante, comecei a apresentar febre diária, dores intensas”, afirmou.

A coluna de Léo Dias teve acesso a documentos que comprovam as duas internações de Tati Minerato no hospital Ipiranga, em São Paulo: na primeira, deu entrada em 5 de junho e saiu dia 16. Já na segunda, foi internada em 11 de julho e só teve alta dia 8 de agosto.

Veja também:
Após aborto espontâneo, Lucas Lucco e Lorena Carvalho anunciam nova gravidez

A rainha de bateria da escola Águia de Ouro revelou que o médico Felipe Tozaki, responsável pela lipoaspiração, não deu nenhum tipo de suporte para ela.

“Fiquei 11 dias da primeira internação e depois mais 24 dias. Um total de 35 dias internada para tratar a infecção decorrente da cirurgia estética que o doutor Felipe fez em mim. Ele nunca me ajudou em nada, a minha vida foi salva pelo SUS, pelo hospital Ipiranga. Ele não me deu nenhum suporte, nenhuma assistência”, disse a modelo.

Na terça-feira passada (25) Tati Minerato e a mãe foram até a clínica em que a modelo fez o procedimento para tirar satisfações com o médico responsável. Por conta disso, precisou ser escoltada por policiais para deixar o local.

Comente com o Facebook
whindersson

Whindersson Nunes publica foto nu e é atacado por funkeiro no Instagram

lula

Voz de Lula no Waze: motorista pode ouvir o ex-presidente no app