in , , ,

Eleitor agride mesária e alega fraude ao tentar votar 17 para governador

Homem em Belém (PA) se confundiu na tentativa de voto em Jair Bolsonaro para governador; prisão dele foi decretada pela Justiça

Um homem foi preso em Belém (PA), neste domingo (28), após empurrar uma mesária que tentou impedi-lo de causar um tumulto em sua seção eleitoral, no bairro do Tenoné. O eleitor se irritou ao tentar votar 17, número de Jair Bolsonaro (PSL), e visualizar na urna a mensagem de “voto nulo” – no entanto, ele se confundiu, pois tentava votar em Jair Bolsonaro para governador e não para presidente.

Após visualizar a mensagem de “voto nulo” ao digitar 17 para governador (cujo pleito não há candidato do PSL), o homem se irritou e filmou a urna com seu celular. Depois, ele falou com outras pessoas presentes na sala e reforçou que estavam “falsificando as urnas”.

A mesária da seção tentou impedir o homem de filmar, alegando que é proibido fazer registros de seu próprio voto. Ela foi empurrada e teve de chamar a Polícia Militar. No entanto, o homem não foi preso no local pois apresentou-se como PM da reserva.

A prisão do eleitor foi decretada apenas pela juíza da 97ª Zona Eleitoral, Ana Patrícia Mendes, que determinou a sua busca para que seja autuado em flagrante. Caso não seja detido em 24 horas, um inquérito será instaurado.

O vídeo viralizou nas redes sociais. Assista:

Rapaz de 23 anos é morto a tiros em carreata pró-Haddad no Ceará

Comente com o Facebook
Charlione Lessa Albuquerque

Rapaz de 23 anos é morto a tiros em carreata pró-Haddad no Ceará

Fotos: Agência Brasil

No exterior, Bolsonaro vence na Suíça e Inglaterra; Haddad ganha na França