in , ,

Blogueira ‘previu’ a própria morte semanas antes do acidente e falou para a mãe

Paige Rice, de apenas 22 anos, teve uma conversa intrigante com a mãe pouco tempo antes de morrer

Fotos: Reprodução/Instagram

Paige Rice, manicure e influenciadora digital inglesa de apenas 22 anos, faleceu no último domingo (17) em Liverpool, na Inglaterra, após sofrer um acidente de trânsito.

O que deixa a triste história mais intrigante é que Paige ‘previu que sua morte estava próxima, segundo afirma a mãe dela.

  • 3 LIVROS POR R$ 50!!! Inclusive quadrinhos em oferta, com descontos imperdíveis e opção de frete grátis. Clique aqui.

A jovem morava em Marston Green, mas estava em Liverpool fazendo uma visita para o namorado. No dia do trágico acidente, o rapaz estava na direção de um Audi S3 quando colidiu contra um táxi um táxi dentro do túnel de Queensway.

Veja também:
Autora brasileira 'previu' pandemia de vírus no mundo em livro publicado em 2013

Tanto o namorado de Paige Rice quanto o taxista estão internados em estado grave em um hospital local. Já a influenciadora, não resistiu aos ferimentos múltiplos e morreu, segundo informações do jornal ‘The Sun’.

Clare Rice, a mãe de Paige, falou durante entrevista para o ‘Birmingham Live’ que dias antes do acidente elas conversaram sobre a morte e a jovem teria ‘previsto’ que estava prestes a morrer.

“Paige e eu conversamos recentemente sobre a morte, e ela me disse que se morresse, [era] para lembrar que ela viveu a vida ao máximo. E ela viveu”, disse Clare.

Ainda incrédula com a morte repentina da filha, Clare Rice não poupou elogios à menina. “Ela era uma mulher bonita por dentro e por fora. Seu sorriso iluminava o ambiente”, afirmou.

Ela também disse que Paige era incrivelmente popular e tinha muitos amigos” e que amava o trabalho com as redes sociais.

De acordo com Clare Rice, Paige a ajudava muito no enfrentamento das enfermidades que tem. A jovem, inclusive, mantinha o link de uma “vaquinha online” para auxiliar com os custos do tratamento da mãe.

“Tenho doenças crônicas e Paige me impulsionou a permanecer positiva e a seguir em frente, era minha rocha”, contou Clare.

Os sonhos de Paige Rice, segundo a mãe, eram grandes. “Ela tinha sonhos enormes, queria ver o mundo e viver uma vida plena. Paige preenchia o seu tempo com a convivência entre o trabalho duro e o cuidado comigo”, afirmou.

Desolada, mãe revela o que tem a mantido de pé após acidente

Diante da tragédia, a mãe de Paige Rice disse que o que está auxiliando nesse momento são as inúmeras mensagens carinhosas de amigos e seguidores na internet.

Ainda estou em choque e as únicas coisas que estão me mantendo viva são todo esse apoio incrível e as lindas homenagens que as pessoas deixaram nas redes sociais. Mostra o quanto ela era amada“, disse Clare.

A polícia ainda investiga o que causou o acidente. “O acontecimento está atualmente sob investigação e eu peço a qualquer um que viu algo antes da colisão, e que poderia ajudar nossas investigações, para entrar em contato”, pediu o inspetor Mark Worrell.

“Acredita-se que antes de entrar no túnel, o Audi [carro em que estava Paige] havia colidido com outro veículo na rotatória da Rua Hunter“, disse o policial.

Ao ficarem sabendo da tragédia, internautas criaram uma página no site ‘GoFundMe’ em memória à Paige. E estão pedindo contribuições para pagar os custos do funeral.

“Ela era uma mulher incrível, com um coração tão limpo, que tinha tanto amor para dar. Qualquer pessoa que ela conhecesse sentia o impacto e o sorriso que iluminava qualquer sala”, diz a descrição escrita no site de arrecadação.

Confira uma da últimas fotos publicadas por Paige Rice no Instagram:

  • 3 LIVROS POR R$ 50!!! Inclusive quadrinhos em oferta, com descontos imperdíveis e opção de frete grátis. Clique aqui.

Gabby Petito: blogueira é encontrada morta após viagem de van com o noivo

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Ana Maria Braga - Rainha Elizabeth II

‘Deixem a Betinha’, diz Ana Maria sobre Rainha Elizabeth parar de beber

Loja Zara

Loja da Zara emitia alerta sonoro quando considerava um cliente ‘suspeito’