in ,

Sogra desconfia e descobre que nora sequestrou bebê para dar ‘golpe da barriga’

Mulher foi à polícia e a nora acabou presa pelo roubo da criança; mãe verdadeira segue desaparecida

Fotos: Reprodução/O Globo

Em um episódio que chocou a cidade de Niterói, no Rio de Janeiro, a polícia conseguiu um avanço significativo na investigação do desaparecimento de uma bebê e de sua mãe, a adolescente Maria Clara da Conceição Honorato, de apenas 16 anos.

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

O desdobramento surpreendente teve início com uma ação pouco comum: a colaboração de uma sogra diretamente com as autoridades, que levou à prisão de Luciana Cristina Soares Marques Ramos, de 40 anos, acusada de sequestrar a criança.

A história ganhou um novo capítulo no último sábado (3), quando uma mulher, identificando-se como mãe do companheiro de Luciana, apresentou-se na Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG), expressando sua vontade de auxiliar nas investigações.

Ela relatou aos oficiais que, no final do ano anterior, Luciana apareceu em sua casa com um bebê nos braços, alegando que a criança era fruto de seu relacionamento com seu filho e que havia nascido prematuramente, necessitando de longa internação.

Com as informações fornecidas, a equipe policial se dirigiu à Praia da Rasa, em Búzios, local onde efetuou a prisão de Luciana. A criança foi prontamente devolvida à família materna, sob os cuidados do conselho tutelar local.

Contudo, o mistério em torno do paradeiro de Maria Clara, a mãe adolescente, continua a preocupar todos os envolvidos. A polícia, agora, volta suas atenções para elucidar o que aconteceu com Maria Clara, ainda desaparecida.

Veja também:
91 anos de Silvio Santos: relembre 8 declarações controversas do apresentador

O delegado Willians Batista de Souza, titular da DHNSG, enfatizou a complexidade do caso: “Ela (a acusada) optou por permanecer em silêncio, quando chegou na delegacia. As duas (mãe da criança e acusada) moravam próximo, na comunidade do Preventório. Não vou descartar possibilidade nenhuma (sobre o que aconteceu com a adolescente)”.

Luciana - prisão
Foto: Reprodução/O Globo

A prisão de Luciana aconteceu em um contexto peculiar: ela e o companheiro foram encontrados pela polícia em uma varanda, desfrutando de um momento de lazer com cervejas, acompanhados da bebê roubada.

Ao ser questionada sobre a maternidade da criança, Luciana tentou enganar os oficiais com uma certidão de nascimento falsificada.

No entanto, após ser interrogada sobre o histórico de nascimento e pré-natal da criança, acabou confessando que a bebê era, de fato, filha da adolescente desaparecida.

A notícia da conversão da prisão em flagrante de Luciana em preventiva chegou nesta segunda-feira (5), marcando um novo capítulo nesse caso que tem mobilizado a comunidade e as redes sociais, ansiosas por justiça e pelo aparecimento de Maria Clara.

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

Bebê de um ano está internado após ingerir haxixe acidentalmente

Em Destaque

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

piscina

Namorado de mulher eletrocutada em piscina é encontrado morto após 4 dias

Magazine Luiza Trajano Donato

Luiza Trajano, fundadora do Magazine Luiza, morre aos 97 anos