in ,

Acusada injustamente de reclamar do som alto, mulher é espancada por vizinhos

Aos 52 anos, Célia foi agredida por um grupo de 9 pessoas e garante que não foi ela quem chamou a polícia

Fotos: Reprodução/Redes Sociais/Canva

Uma situação bizarra acabou em violência entre vizinhos na cidade de pouco mais de 20 mil habitantes, Palmital, no interior de São Paulo.

  • GUIA DE PRESENTES PARA O DIA DAS MÃES! Encontre o presente que mais combina com quem te apoia, incentiva, ensina e te ama como você é! Agora a melhor parte: opções de frete grátis com Amazon Prime e tem até um cupom de R$ 15 pra você resgatar! Basta clicar aqui.

Foi na noite do feriado da Sexta-feira da Paixão, em 15 de abril, que a técnica de enfermagem Célia Maria de Sá, de 52 anos, foi violentamente agredida por seus vizinhos após ser acusada de ter denunciado à Polícia Militar o som alto e a festa que eles estavam fazendo.

O grupo festejava desde a manhã de sexta (15) na casa ao lado quando, por volta das 23h, Célia escutou alguém batendo em seu portão. Quando ela abriu, já começou a apanhar dos vizinhos.

Veja também:
Vazam mensagens de Deolane sendo atacada por vizinhos em condomínio de luxo

Eles perguntaram se tinha sido ela que tinha ligado para a polícia para reclamar do barulho. Célia Maria disse que não, pois ela toma remédio para dormir e o som alto não interferia em seu sono.

Os vizinhos não ligaram para a resposta de Célia e partiram para cima dela, com socos, pontapés e tapas. 

“Eles perguntavam se havia sido eu quem liguei para a polícia, mas eu afirmei que não foi. Eu tomo o medicamento, então para mim esse som nem interfere no sono. Quando fui para frente da casa, eles me jogaram no solo e começaram o espancamento“, contou a vítima, que foi atingida no maxilar, costela, pescoço, nuca, seios e cabeça.

Vizinhos quase matam Célia

Um dos vizinhos tentou asfixiá-la e a violência foi tão séria que Célia só não teve ferimentos mais graves, pois foi defendida pela mulher com quem divide a casa.

“Lembro que a mulher que mora comigo gritava: ‘Para, que vocês estão matando ela’. Não consigo identificar os nomes”, disse Celia em entrevista.

Veja também:
Vizinha invade prédio e ameaça processar rapaz que anda de cueca dentro de casa

Os agressores fugiram do local. Célia Maria de Sá estava desacordada quando foi levada ao Pronto Socorro pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

O delegado responsável pelo caso disse à imprensa que os agressores foram identificados e devem ser ouvidos na próxima semana. Até o momento ninguém foi preso.

Veja uma foto da pequena cidade de Palmital (SP), onde o crime aconteceu:

Palmital - SP
Foto: Prefeitura Municipal de Palmital
  • GUIA DE PRESENTES PARA O DIA DAS MÃES! Encontre o presente que mais combina com quem te apoia, incentiva, ensina e te ama como você é! Agora a melhor parte: opções de frete grátis com Amazon Prime e tem até um cupom de R$ 15 pra você resgatar! Basta clicar aqui.

Vazam mensagens de Deolane sendo atacada por vizinhos em condomínio de luxo

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Bruna Ploner paraquedista

Vídeo flagra pouso da paraquedista do Exército que morreu após erro em manobra

Mayara Lima tuiuti

Princesa da Tuiuti fica com partes íntimas à mostra após incidente na avenida