in ,

Criança brasileira é vítima do Homem-Pateta e família se desespera

Menino de 10 anos assistiu matéria sobre Jonathan Galindo na TV e pensou em tentar prender o criminoso

A família de uma cirurgiã-dentista procurou a polícia do Distrito Federal após ter sido vítima do chamado Homem-Pateta, autor de um perfil na internet que estaria estimulando o suicídio de crianças e adolescentes em todo o planeta.

Perfis que se identificam com o nome de Jonathan Galindo usam fotos de um homem que se veste de forma semelhante ao personagem Pateta, da Disney. As informações são do jornal ‘Metrópoles’.

Veja também:
Polícia alerta sobre 'Homem Pateta', que induz crianças ao suicídio na web

Tudo começou quando o filho de 10 anos de Camille Vanini, de 36 anos, pegou o celular da mãe enquanto ela dormia e passou a enviar mensagens para um dos vários perfis referentes ao personagem.

A criança havia visto sobre o Homem-Pateta na televisão e procurou o perfil na tentativa de combater o criminoso.

“Meu filho explicou que a intenção dele era ‘prender’ o homem pateta, para que ele não pudesse ferir mais ninguém, e acabou sendo atingido por esse psicopata. O caso é grave, não precisa ser especialista para identificar que muitas contas falsas começaram a surgir no Instagram. Assim como ele falou com o meu filho, e tive a sorte de perceber rapidamente, ele pode estar falando com mais crianças”, disse Camille em entrevista.

Os dois trocaram mensagens em inglês (a família já morou no exterior) e o suspeito pedia ao garoto para manter contato com ele durante todo o dia.

Tarde da noite, o menino adormeceu e parou de responder. No dia seguinte, Camille pegou seu celular, momento em que descobriu a troca de mensagens. Como ainda não tinha ideia da existência do Homem-Pateta, mandou uma mensagem pedindo desculpas.

Foi nesse momento que Camille se assustou com a resposta do suspeito. “Deixe ele jogar comigo. Logo depois você o verá morto. Cuide do seu filho ou vou fazê-lo se matar”, disse o suspeito.

Assustada, Camille logo procurou a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) para registrar ocorrência. A cirurgiã-dentista também afirmou que o filho, que era comunicativo e ativo, está introspectivo desde então – tendo sido significativamente afetado pelo criminoso.

Vale lembrar que esse é apenas mais um caso de perfis que tentam estimular o suicídio de crianças e adolescentes. Em 2017, o chamado Desafio da Baleia Azul viralizou na internet, enquanto que recentemente, o Desafio da Momo também assustou pais e responsáveis por todo o planeta.

A polícia italiana afirmou ter prendido o homem responsável por ter criado o perfil original do Homem-Pateta, que já se espalhou para outros cantos do planeta.

Polícia alerta sobre ‘Homem Pateta’, que induz crianças ao suicídio na web

Comente com o Facebook
deborah secco

Deborah Secco diz que transava ’10 vezes por dia’ com marido e é criticada na web

lucas lira sunaika bruna

Empregada é levada em hospital particular e diz que foi demitida por se recusar a pagar