in , , ,

Torcedor viaja 550 km para ver o Flamengo, mas passa mal e morre antes do jogo

Diego Fernandes tinha 26 anos de idade e sonhava em conhecer o Maracanã; ele não sabia que era alérgico a camarão

O jovem torcedor do Flamengo, Diego Fernandes, tinha 26 anos de idade e o sonho de conhecer o Maracanã. Ele chegou a viajar 550 km para ver o time do coração jogar no Rio de Janeiro, em partida decisiva contra o Grêmio pela semifinal da Copa Libertadores da América, mas acabou morrendo algumas horas antes do jogo nesta quarta-feira (23). Vindo de Mogi Mirim, cidade no estado de São Paulo, o rapaz não sabia que era alérgico a camarão.

Diego viajou ao lado de amigos, de ônibus, para assistir a partida da semifinal da Copa Libertadores, entre Flamengo e Grêmio. “O Diego sempre teve o sonho de conhecer o Maraca e nunca dava certo. Estava todo mundo feliz, era uma expectativa muito grande. Agora, acabou o mundo pra nós”, contou o amigo Leonardo Alves ao site ‘GloboEsporte.com’.

Tendo chegado ao Rio às 5h da madrugada, o grupo quis curtir uma manhã na praia de Copacabana. O plano era se dirigir ao estádio do Maracanã por volta de 12h.

“Assim que o time chegou na semifinal, combinamos de ir. Meu irmão, que mora no Rio, arrumou os ingressos. Embarcamos às 9h da noite de terça, e até fizemos uma oração antes de embarcar para abençoar a viagem. Chegamos ao Rio às 5h, tomamos café na rodoviária e esperamos o dia clarear para ir pra praia. Nossa programação era chegar na porta do Maracanã depois do meio-dia, para já sentir o clima”, relatou Leonardo.

Veja também:
Criança morre imitando vídeo que viralizou e youtuber vai indenizar família

Na praia, eles decidiram comprar espetinhos de camarão e Diego contou que nunca havia comido a iguaria na vida. Sem saber que era alérgico, o jovem experimentou o fruto do mar e a reação foi tão rápida que não houve tempo para salvar sua vida.

“O Diego falou que nunca tinha comido camarão. Falei pra ele experimentar. Ele comeu só dois. Depois de quatro minutos, a voz dele já tinha mudado. Ele falou que a garganta estava formigando, e dois amigos nossos foram com ele procurar uma farmácia. O Diego nem chegou a atravessar a avenida em Copacabana. Acabou desmaiando”, explicou o amigo.

Sem conseguir uma ambulância, o grupo contou com a ajuda de um vendedor de peixe, que levou Diego para um hospital em seu caminhão. Ele chegou a ser socorrido e levado para uma Unidade de Tratamento Intensivo, mas não resistiu.

O grupo de amigos já retornou para o interior de São Paulo no início da noite de quarta-feira (23). Após os trâmites com o serviço funerário, eles conseguiram vender os ingressos para a partida e doarão o dinheiro arrecadado para ajudar a família de Diego. “Pagamos R$ 230 cada ingresso, e conseguimos R$ 3 mil para a família”, contou Leonardo.

Diego deixou esposa e uma filha pequena. O Flamengo venceu o Grêmio por 5 a 0 no Maracanã e garantiu sua vaga na final da Taça Libertadores da América.

Veja também:
Morre João Miguel, bebê que teve dinheiro do tratamento desviado em BH

Comente com o Facebook
whindersson

Whindersson Nunes veste biquíni fio dental de Luísa Sonza e diverte seguidores