in ,

‘Efeito Cinderela’: pesquisa aponta que ser pai de menina custa mais caro

Produtos destinados ao público feminino sofrem com um fenômeno apelidado de ‘imposto rosa’

Uma pesquisa recente, da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (ABEFIN), acabou revelando que os pais que têm filhas gastam até 30% a mais do que aqueles que têm meninos. Esse fenômeno ganhou até um nome específico: ‘Efeito Cinderela’. Suas consequências podem ser facilmente percebidas na rotina das pessoas.

O educador financeiro Leandro Rodrigues, explica que as pessoas que possuem filhas meninas, geralmente, se sentem motivados pela enorme variedade de roupas, acessórios, calçados, artigos de beleza e até itens escolares, como cadernos e canetas, destinados às garotas.

Tudo isso já começa a surgir desde muito cedo. Em qualquer loja de roupas infantis, por exemplo, é fácil verificar a diferença na variedade de produtos nas seções masculina e feminina.

A questão, no entanto, vai além e não fica apenas em uma maior variedade de itens tentadores para elas do que para eles. Há, também, os preços em si, que são, em média, bem mais altos para artigos femininos do que para os seus equivalentes masculinos — o chamado ‘imposto rosa’.

Em geral, os produtos femininos são mais caros que os masculinos, inclusive no caso de brinquedos. Os especialistas chamam esse fenômeno de ‘imposto rosa’, que está presente na maioria dos artigos dirigidos ao público feminino.

Ele começa nos preços das bonecas e acompanha as garotas até a idade adulta, atingindo desde produtos de uso comum, como desodorantes — que agem exatamente da mesma maneira em homens e mulheres e cujo cheiro praticamente não difere — até artigos para embelezamento dos cabelos, roupas, bolsas e cosméticos, entre outros.

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Angélica publica texto emocionante nas redes sociais após acidente do filho

Henrique Fogaça causa polêmica com foto ao lado de freiras no Vaticano