in ,

O que você faria? Globo manda Pix de R$ 318 mil para homem errado

Emissora tentou recuperar dinheiro, mas ele já tinha gastado a quantia depositada por engano; caso está na Justiça

Fotos: Divulgação/TV Globo/Canva

O meio de pagamento eletrônico instantâneo Pix, sem dúvidas, trouxe facilidade para os brasileiros na realização de movimentações financeiras.

Contudo, erros também podem acontecer no momento de uma transferência e o dinheiro ir parar na conta errada. Já imaginou?

  • Cuidados com o rosto por menos de R$ 50! Com opções incríveis de frete grátis! Clique aqui AGORA.

Foi o que aconteceu com a TV Globo, que acabou fazendo um Pix errado e criando uma grande confusão.

Um funcionário do departamento financeiro da maior emissora de televisão do Brasil errou ao transferir a enorme quantia de R$ 318.600,40. O dinheiro acabou indo parar na conta do homem errado.

Veja também:
Banco erra e clientes ficam multimilionários por algumas horas após o Natal

O verdadeiro dono do Pix errado seria um ex-funcionário, cuja identidade não foi revelada, após um acordo trabalhista feito mediante uma decisão judicial no dia 27 de dezembro de 2021.

Acontece que quem recebeu os R$ 318 mil foi Marcos Antônio Rodrigues dos Santos – que nada tinha a ver com a história.

Marcos viu o valor em sua conta, imaginou que tivesse ganhado alguma promoção e não pensou duas vezes… correu para realizar o sonho da casa própria. O homem usou todo o dinheiro depositado por engano pela TV Globo para comprar um imóvel.

Quando os funcionários da emissora carioca perceberam o que tinha acontecido, já em 2022, eles entraram em contato com Marcos Antônio Rodrigues dos Santos, solicitando os R$ 318 mil de volta.

Entretanto, já era tarde e ele informou que havia usado o dinheiro para comprar a casa e não tinha como devolvê-lo.

Veja também:
PIX se torna 'aplicativo de paquera' e Banco Central se manifesta

Pix errado vira caso de Justiça

Diante disso, o departamento jurídico da emissora entrou na Justiça para conseguir reaver o alto valor enviado por um Pix errado. A emissora alega no processo que a transferência foi feita em umlapso.

A revista ‘Veja’ noticiou o caso e calculou que os R$ 318.600,40 correspondem a cerca de 0,22% do lucro empresa no 3º trimestre de 2021, que foi de R$ 142 milhões nesse período.

O processo corre na 3ª Vara Cível do Rio de Janeiro, mas no momento encontra-se parado. O motivo? O juiz Luís Felipe Negrão, que analisa o caso percebeu erros nos dois lados – tanto de quem enviou, quanto de quem recebeu o dinheiro.

“O presente requerimento apresenta insuperáveis equívocos, disse. Segundo o site ‘Notícias da TV’, que teve acesso aos documentos, a TV Globo disse que a causa vale R$ 1 mil.

Veja também:
Homem assalta banco e distribui dinheiro na rua gritando 'Feliz Natal'

O juiz Luís Felipe Negrão, entretanto, não admite essa discrepância entre o valor atribuído pela emissora à causa e o pedido de tutela final, de R$ 318 mil reais feito em depósitos errados. Ele deu prazo de 10 dias para que a Globo corrija a solicitação.

“Ora, se há um alegado indébito de R$ 318.600,40, o valor da causa não pode ser R$ 1.000. Assim sendo, sem prejuízo de eventual aditamento subsequente, remete o autor sua petição inicial de tutela antecedente, no prazo de 10 dias, adequando-a aos requisitos expostos na presente decisão”, disse o juiz na sentença.

A Globo, como já é de costume, não se pronunciou sobre o caso.

  • Cuidados com o rosto por menos de R$ 50! Com opções incríveis de frete grátis! Clique aqui AGORA.

Troco de pinga? ‘Valor real’ do prêmio do ‘BBB 22’ é o menor desde 2010

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Avô persegue criminoso - Curitiba

Avô persegue, atropela e entrega suposto assassino do próprio neto à polícia

Atentado - carro Curitiba

Vídeo flagra momento do atentado a tiros que matou um casal e duas crianças