in ,

Fernando Cury tinha ‘muito bafo de uísque’ em momento de assédio, relata Isa Penna

Câmeras da Alesp registraram o momento em que o deputado apalpou o corpo da colega em sessão parlamentar

Uma situação horrível e completamente reprovável aconteceu com a deputada Isa Penna (PSOL) nesta quarta-feira (16).

Em plena sessão da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), ela estava de pé próxima da mesa diretora da Casa conversando com o presidente Cauê Macris (PSDB). Eis que o deputado Fernando Cury (Cidadania) se aproxima e passa a mão no corpo dela.

Veja também:
Vídeo flagra momento em que deputada Isa Penna é apalpada em sessão parlamentar

Penna reage, na hora, afastando a mão dele, mas Cury insiste em tocá-la e chega a apalpar um de seus seios. As imagens foram gravadas pela câmera da própria Assembleia.

A sessão realizada nesta quarta (16) foi extraordinariamente marcada para votar o orçamento do estado.

No vídeo, é possível que Isa Penna e Fernando Cury começam a gesticular e conversar com o presidente da Assembleia por alguns minutos. Só depois que Fernando se afasta dela de verdade.

Confira:

Isa Penna fala sobre o assunto

A deputada afirmou, em entrevista ao ‘UOL’, que “só sentiu a mão dele escorregar pela sua lateral”.

“No momento em que senti, virei e falei para ele: ‘Quem você acha que é?’ Você está louco? Passar a mão em mim assim?’ E empurrei e tirei a mão dele. Não é um lugar em que se encosta, muito menos em uma mulher”, desabafou.

De acordo com Isa Penna, Cury estava “com muito bafo de uísque”, pois ele fazia parte de um grupo de deputados que estava bebendo antes do início da sessão.

Depois que ela o afastou, ele ainda fez “cara de mal-entendido” e pediu desculpas. Mas após alguns minutos, Fernando e outros parlamentares riram ao comentar o assunto.

Não é a primeira vez que uma situação como essa ocorre na Alesp. A deputada Isa Penna afirmou nas redes sociais que está “registrando formalmente a denúncia do ocorrido”.

“Sou conhecida por atuar em prol do combate à violência contra as mulheres e afirmo que a violência política de gênero que sofri publicamente na Alesp, infelizmente não é um caso excepcional… Mônica Seixas e Erica Malunguinho, minhas amigas e colegas de partido, já foram assediadas em ocasiões anteriores”, tuitou ela.

Durante discurso no Plenário nesta quinta-feira (17), Isa Penna disse:

“O caso que a gente vive não é isolado. A gente vê a política e institucional contra as mulheres o tempo todo. O que dá o direito de alguém encostar numa parte íntima do meu corpo? Meu peito é íntimo. É meu corpo. Eu estou aqui pedindo pelo direito de ficar de pé e conversar com o presidente da Assembleia sem ser assediada”.

O deputado Fernando Cury negou que tenha assediado Isa Penna e pediu desculpas por “abraçar” a colega.

“Em primeiro lugar gostaria de frisar a todos, principalmente às mulheres que estão aqui, que não houve, de forma alguma, da minha parte, a tentativa de assédio, importunação sexual ou qualquer outra coisa ou qualquer outro nome semelhante a esse”, disse.

Ele ressaltou que nunca fez isso com mulher nenhuma em toda a sua vida.

“Mas se a deputada Isa Penna se sentiu ofendida com o abraço que lhe dei eu peço, de início, desculpa por isso. Desculpa se eu a constrangi. Desculpa se eu tentei, como faço com diversas colegas aqui, de abraçar e estar próximo. Se com esse gesto eu a constrangi e ela se sentiu ofendida, peço desculpas”, concluiu Fernando Cury.

Leia os tuítes de Isa Penna sobre o caso de assédio sofrido por ela:

Deputado é flagrado beijando o seio de uma mulher durante sessão oficial

Comente com o Facebook
Banho-professor EUA

Professor decide parar de tomar banho todos os dias e garante estar ‘bem’

vittor fernando

Sucesso do TikTok, Vittor Fernando faz harmonização facial