in ,

Andreas Von Richthofen transforma herança em dívida milionária

Adolescente tinha apenas 15 anos quando a irmã planejou e executou o assassinato dos próprios pais

Foto: Reprodução

Em um enredo que mais parece saído de um filme de suspense, Andreas von Richthofen , o irmão de Suzane, enfrenta uma situação financeira complicada.

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

Após herdar cerca de R$ 10 milhões depois do trágico assassinato de seus pais orquestrado por sua irmã mais velha, Suzane von Richthofen, Andreas agora lida com um cenário de dívidas e imóveis abandonados.

Suzane, hoje com 40 anos, foi condenada a 40 anos de prisão pelo homicídio dos pais, Manfred e Marísia von Richthofen.

O crime, ocorrido em 2002, tinha como um dos motivos aparentes o desejo de Suzane viver o namoro com Daniel Cravinhos e receber a herança dos pais.

Andreas, que na época do crime tinha apenas 15 anos, hoje está com 36, e chegou a buscar ajuda na Justiça para impedir que a irmã recebesse sua parte na herança – que incluía imóveis valiosos.

A batalha judicial entre os irmãos de Richthofen teve um desfecho em favor de Andreas, que se tornou o único herdeiro dos bens avaliados em quase R$ 10 milhões.

Entre esses bens, estava a mansão onde o casal foi assassinado, que foi vendida por R$ 1,6 milhão. No entanto, 20 anos após o crime, a situação de Andreas é dramaticamente diferente.

O fato é que ele já tramitou 24 ações judiciais em São Paulo devido a dívidas de IPTU e condomínios, somando um total de aproximadamente R$ 500 mil.

Veja também:
91 anos de Silvio Santos: relembre 8 declarações controversas do apresentador

Duas das residências herdadas chegaram a ser invadidas por falsos sem-teto. Uma delas, localizada na Rua Barão de Suruí, que vale cerca de R$ 1 milhão, ficou desocupada por tanto tempo que foi alvo de invasores.

Os invasores, ao perceberem o abandono, entram nas casas sem forçar portas e realizam reformas, ocupando-as até que alguém as reivindicasse judicialmente.

Em Campo Belo, onde Andreas possui outras duas casas, alguns invasores já ganharam o direito de propriedade por usucapião.

Além das invasões, Andreas enfrentou problemas com a prefeitura de São Paulo e de São Roque por dívidas de IPTU.

A casa do Barão de Suruí acumula mais de R$ 48 mil em tributos atrasados. Outro imóvel em risco, na Rua República do Iraque, onde funcionava a clínica de sua mãe, acumula dívidas de R$ 20 mil.

De acordo com informações do jornal ‘O Globo’, vizinhos relatam que Andreas, durante sua estadia nesses imóveis, apresentou um comportamento oscilante.

Allan Zurita, vizinho de Andreas, relata que o irmão de Suzane alternava entre ser bem vestido e comunicativo para momentos de introspecção. Zurita, inclusive, já impediu invasões na casa ao lado e se ofereceu para comprar o imóvel.

Segundo amigos, Andreas não deseja vender os bens por considerá-los uma forma de preservar a memória de seus pais. Entretanto, há a preocupação de que Suzane eventualmente possa reivindicar a herança.

Veja uma imagem de Andreas e Suzane logo após o assassinato dos pais, em 2002:

Veja também:
Mulher abaixa a blusa e dispara leite materno contra PM em abordagem
irmãos Richthofen
Foto: Eduardo Maretti

Andreas Von Richthofen está sumido desde a pandemia

O irmão de Suzane Von Richthofen tem mantido um perfil extremamente recluso desde o início da pandemia. Refugiando-se em um sítio em São Roque, herdado de seus pais, Andreas tem vivido afastado da sociedade.

Esta mesma propriedade foi o palco do plano macabro em 2002, quando Suzane e os irmãos Cravinhos conspiraram para assassinar Manfred e Marísia, fingindo incendiar o local.

Após o período inicial de isolamento, Andreas adquiriu outra propriedade no mesmo município, ainda mais isolada e de difícil acesso.

Optando por uma vida sem celular e internet, seu isolamento tem consequências legais. Os dirigentes da Justiça de São Paulo enfrentaram dificuldades para localizá-lo e notificá-lo sobre processos de dívidas, aumentando o risco de perder seus bens.

O desaparecimento de Andreas se tornou ainda mais notório em janeiro de 2023, coincidindo com a liberdade condicional de Suzane.

Neste período, a defensora de Suzane, Jaqueline Domingues, buscou incansavelmente um encontro entre os irmãos, algo que não ocorre há duas décadas. Andreas tem um misto de medo e amor pela irmã“, revela um amigo próximo.

Em 2017, uma tentativa frustrada de encontro entre os irmãos foi marcada por um episódio dramático. Andreas, ao tentar invadir uma casa em São Paulo, foi capturado em surto, culminando em sua internação em uma clínica psiquiátrica.

De acordo com o jornal ‘O Globo’, a advogada Maria Aparecida Evangelista, que anteriormente defendeu os interesses de Andreas, atualmente não tem mais contato com ele.

Veja também:
Médico mistura tarja preta com álcool e destrói o próprio apartamento

Os processos de dívidas se acumulam e a advogada luta para localizá-lo e evitar a perda de seus bens.

O patrimônio de Andreas, incluindo imóveis no bairro de Campo Belo, também está em risco. A Laert de João Imóveis, responsável pela administração dos imóveis, também não conseguiu contato com ele.

A última vez que compareceu aqui, em 2021, ele estava irreconhecível“, relata a dona da imobiliária.

Andreas adquiriu um apartamento no edifício Greenwich Village Campo Belo em 2017, mas desde 2020 não efetuou pagamentos de condomínio ou IPTU. A dívida acumulada pode resultar em ações judiciais e bloqueio de sua conta bancária para cobrir os subsídios.

Veja fotos mais recentes de Andreas Von Richthofen:

Andreas Von Richthofen
Fotos: Reprodução
  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

Suzane Von Richthofen curte foto de Cristian Cravinhos no Instagram

Em Destaque

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Maria Julia de Camargo Adriano - morreu AVC

Em caso raríssimo, menina de 8 anos sente dor na cabeça e morre de AVC

Adolescente esfaqueia coletor - Patos de Minas

Adolescente de 15 anos esfaqueia coletor de recicláveis e câmera flagra tudo