in ,

Jovem vai tratar infecção urinária e acaba com mãos e pés amputados

Gabrielle Barbosa, de apenas 20 anos, agora tenta se adaptar à nova realidade de vida

Fotos: Reprodução/Instagram

A vida de Gabrielle Barbosa, uma jovem de 20 anos que vive em Franca, interior de São Paulo, mudou drasticamente após uma visita ao médico devido a uma infecção urinária: ela acabou com os membros amputados.

  • DESPENCOU! PlayStation 5 com o menor preço já visto no Brasil. Achou pouco? Pois saiba que o frete também é grátis! Clique aqui para conferir.

Essa ida ao hospital, no final do último ano, desencadeou uma série de eventos que resultaram na amputação de suas mãos e pés devido a uma infecção generalizada. Ao compartilhar a história com o jornal ‘O Globo’, Gabrielle demonstrou força e gratidão por estar viva.

“Eu sempre acreditei que existem pessoas boas, mas nunca imaginei que fossem tantas. Estou muito feliz porque vejo que a bondade do mundo prevalece. Algumas pessoas não podem ajudar financeiramente, mas tenho recebido muitas mensagens encorajadoras e orações. Não é porque aconteceu algo ruim que tudo está acabado. Tudo tem um recomeço, declarou ela em entrevista.

O início de seu drama foi em dezembro do ano passado, quando Gabrielle buscou atendimento médico devido a dores ao urinar. Após ser diagnosticada com uma infecção urinária e fazer o tratamento com antibióticos, a jovem acreditava que estava bem.

Entretanto, em março, começou a se sentir muito mal novamente.

“Um dia, no meio do trabalho, senti dor no rim e corri para o hospital. Lá, eles trataram como se fosse cólica renal e me deram soro, mas eu vomitava muito“, ela relembra.

Veja também:
Xuxa conta que ela e Ivete Sangalo brigaram e ficaram meses sem se falar
Gabrielle Barbosa - mãos e pés amputados
Fotos: Reprodução/Instagram

“Após alguns exames, descobrimos que minha infecção tinha se espalhado. Os médicos me disseram que eu já deveria ter ficado internada naquele momento, mas me mandaram para casa. Ao chegar, desmaiei e minha mãe chamou o Samu. Minha saturação estava baixa“, relata.

Membros amputados

Gabrielle precisou ser internada, mas devido à falta de leitos de UTI, ficou numa “salinha” improvisada. Foi transferida para outro hospital em 31 de março, onde foi entubada e sofreu duas paradas cardíacas.

Após seis dias em coma induzido, acordou com suas mãos e pés enfaixados. Não demorou muito para ela descobrir que teria que ter os membros amputados.

As cirurgias aconteceram nos dias 18 e 19 de abril. Em 26 de abril, Gabrielle recebeu alta e começou a jornada de adaptação à nova realidade. Decidiu então compartilhar a história nas redes sociais.

Hoje, já possui mais de 236 mil seguidores no Instagram, plataforma na qual divulga uma vaquinha online para arrecadar fundos para aquisição de quatro próteses.

Atualmente, Gabrielle faz fisioterapia duas vezes por semana e tem acompanhamento psicológico. Ela se prepara para receber as próteses, mas enfrenta desafios diários, já que depende da ajuda de familiares para se locomover.

Sua mãe, Regina, deixou o trabalho como vendedora para se dedicar integralmente aos cuidados com a filha.

Confira o vídeo de Gabrielle contando um pouco da história:

  • DESPENCOU! PlayStation 5 com o menor preço já visto no Brasil. Achou pouco? Pois saiba que o frete também é grátis! Clique aqui para conferir.

Passista acorda com o braço amputado após internação para tratar miomas no útero

Em Destaque

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Parker League fogueira

Jovem é encontrado carbonizado em fogueira no deserto durante viagem

Stephanie Mecco - Tiktok dancinha

Jovem grava dancinha de TikTok no leito de morte da mãe e é esculhambada na web