in

Marina Ruy Barbosa dá opinião controversa sobre papel higiênico preto

Em entrevista, atriz afirma que “as pessoas estão polemizando muito”

A atriz Marina Ruy Barbosa, que se casou recentemente com piloto de stock car Alexandre Negrão, estrela a capa de novembro da revista “Joyce Pascowitch”. Na entrevista que cedeu à publicação, ela falou sobre essa nova fase da vida e abordou um tema que gerou polêmica no último mês: a campanha publicitária que estrelou para uma marca de papel higiênico, acusada de racismo.

A marca Santher e a agência de publicidade Neogama escolheram a frase “Black is Beautiful” (“Preto é lindo”) como slogan da campanha do papel higiênico preto, que traz Marina como garota-propaganda. A escolha da frase, símbolo da resistência do movimento negro norte-americano, para algo leviano acabou irritando muita gente.

Atriz estrelou campanha publicitária de novo papel higiênico (Foto: Divulgação)
Atriz estrelou campanha publicitária de novo papel higiênico (Foto: Divulgação)

Na entrevistam, a atriz enfatizou que as pessoas andam problematizando demais sobre tudo. “A proposta era interessante, com uma equipe em que confio. O que eles me propuseram era a minha cara com o corpo da Gisele Bündchen e o papel enrolado (risos). Era para ser legal, mas acho que, cada vez mais, tudo pode virar uma polêmica na internet. Está tudo politicamente correto demais. As pessoas estão polemizando muito”, disse Marina, dando a entender que o desagrado ocorreu pela escolha da cor do papel higiênico.

Em outubro, indo em uma direção oposta a esse pensamento, a atriz pediu desculpas através de um comunicado. “Quando me convidaram e apresentaram a mensagem criativa da campanha para o ‘Personal Vip Black’, produto já existente no exterior e trazida pela Santher para o Brasil, fiquei animada em fazer uma campanha diferente e que seria uma novidade no nosso país”, iniciou a atriz. “Lamento profundamente que algumas pessoas tenham interpretado o trabalho publicitário da Santher de forma diferente do que foi idealizado. Tenho certeza de que essa nunca tenha sido a intenção da marca e das pessoas que criaram esta ação, a de seguir por este caminho polêmico ou desrespeitar qualquer tipo de pessoa”, prossegue. “Independente de tudo isso, eu lamento muito, de verdade, e peço desculpas às pessoas que se sentiram afetadas. Estou bem triste por tudo isso e espero que entendam que jamais foi feito com a intenção de ofender! Com amor, Marina”, finalizou.

Um lançamento que eu adorei fazer parte! O primeiro papel higiênico preto do país! #PersonalVipBlack ? @familiapersonal Foto: @bobwolfenson ______ Quando me convidaram e apresentaram a mensagem criativa da campanha para o produto Personal Vip Black, produto já existente no exterior e trazida pela Santher para o Brasil, fiquei animada em fazer uma campanha diferente e que seria uma novidade no nosso país. Lamento profundamente que algumas pessoas tenham interpretado o trabalho publicitário da Santher de forma diferente do que foi idealizado. Tenho certeza de que essa nunca tenha sido a intenção da marca e das pessoas que criaram esta ação, a de seguir por este caminho polêmico ou desrespeitar qualquer tipo de pessoa. Independente de tudo isso, eu lamento muito, de verdade, e peço desculpas às pessoas que se sentiram afetadas. Estou bem triste por tudo isso e espero que entendam que jamais foi feito com a intenção de ofender! Com amor, Marina.

A post shared by Marina Ruy Barbosa (@marinaruybarbosa) on

Veja também:
90 anos de Silvio Santos: relembre 8 declarações controversas do apresentador
Comente com o Facebook
(Foto: Arquivo TV Globo)

Em texto, Globo comunica morte de Márcia Cabrita e ressalta obra da atriz

foto

Foto tirada nos EUA está deixando o pessoal de cabelos em pé