in , , ,

Pesquisadores afirmam ter descoberto o ancestral mais antigo dos humanos: Saccorhytus

Conheça Saccorhytus, o ancestral humano que comia e defecava pela boca

Pesquisadores de três países: Reino Unido, China e Alemanha, afirmam ter descoberto o ancestral mais antigo dos humanos, que viveu há 540 milhões de anos e cujos fósseis estão “estranhamente bem preservados”.

Publicado na revista científica Nature, o animal aquático é microscópico e representa a fase mais primitiva da evolução que levou aos peixes e, eventualmente, aos humanos.

Contemplem os restos fósseis de 540 milhões de anos do antepassado humano mais antigo conhecido! Saccorhytus era “provavelmente uma criatura em forma de ovo que comeu e expeliu do mesmo orifício”, assim definiu o pesquisador Stephen Bannon.

Screenshot_6

“Isso pode representar o início primitivo de uma gama muito diversificada de espécies, inclusive nós mesmos”, disse o co-autor Simon Conway Morris, professor da Universidade de Cambridge, na Grã-Bretanha. Saccorhytus pertence a uma ampla categoria de organismos chamados “deuterostome”, e é o mais antigo espécime desenterrado até agora.

A característica mais distinta do animal tipo “saco” é uma grande – em relação ao resto de seu corpo – boca. E ela é rodeada por círculos concêntricos de solavancos levantados. Provavelmente comia e engolia partículas de alimento e criaturas microscópicas.

Segundo o estudo, o corpo é simétrico – uma característica herdada por muitos descendentes evolucionários, inclusive humanos.

O Saccorhytus também era coberto por uma pele final, relativamente flexível, e possuía músculos, o que levou cientistas a concluírem que ele se movimentava ao contraí-los, se retorcendo.

Curiosamente, os pesquisadores não encontraram nada correspondente a um ânus.

Comente com o Facebook
(Foto: Divulgação)

7 famosos que fazem sucesso por aqui, mas não nasceram no Brasil

nasa-quer-estudar-um-rico-asteroide

A NASA enviará uma missão ao asteroide mais valioso que todo o dinheiro da Terra: o Psyche