in ,

Polícia Civil abre inquérito e investiga comentários racistas de participantes do BBB 19

Processo corre sob sigilo, mas internautas já têm suas suspeitas de quem está sendo investigado

Constantemente se envolvendo em várias polêmicas dentro do reality show, os participantes do Big Brother Brasil 19 – muitas vezes – acabam se esquecendo que as suas ações podem gerar graves consequências.

É o caso de um inquérito instaurado, nesta segunda-feira (11), pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância do Rio Janeiro (Decradi-RJ). Os participantes do programa da TV Globo estão sob investigação para apurar alguns casos de racismo que aconteceram na casa.

A Polícia Civil informou, no entanto, que o processo correrá sob sigilo. Por esse motivo, não pode informar quais participantes estão sendo investigados.

No entanto, os internautas já têm seus próprios palpites. Os episódios mais recentes que envolveram denúncias de racismo por parte dos telespectadores conta com três protagonistas: Maycon, Paula e Hariany.

Neste sábado (9), Maycon disse que “sentiu arrepios” ao ver Gabriela e Rodrigo, que são negros, dançarem uma música do cantor negro Jorge Aragão durante uma festa.

“Cumprimentei, conversei e de repente eu senti um arrepio. Começou a tocar umas músicas esquisitas. De repente, comecei a olhar e escutar uns negócios. Aí veio Jesus Cristo em minha mente [e disse]: ‘Se fizer igual a eles, eles ganharão mais força’. Eu não sou doido”, falou.

Veja:

Em outro episódio recente, Paula afirmou que tinha medo de religiões de matriz africana. Leia mais:

‘Esse negócio de Oxum’: Paula volta a fazer comentários polêmicos no BBB 19

Vídeo expõe comentários polêmicos de Paula que a Globo foi acusada de esconder

‘BBB 19’: Gabi rebate comentários preconceituosos de Paula e internautas comentam

Comente com o Facebook
ricardo boechat america mg

Jornalistas, pessoas célebres e fãs lamentam a morte de Ricardo Boechat

ricardo boechat

Boechat fez comentário na rádio sobre tragédias antes de morrer; confira