in ,

Pessoas estão presas em rave há mais de um mês por causa do coronavírus

‘Tribal Gathering Festival’ aconteceu em uma praia paradisíaca no Panamá poucos dias antes do isolamento

Foto: Reprodução/Instagram

Pessoas de vários países como Reino Unido, Estados Unidos, Alemanha e França estão presas há mais de um mês em um cenário paradisíaco, próximo de Playa Chiquita, no Panamá. O motivo? Eles foram para participar do ‘Tribal Gathering Festival’, uma rave que prometia “explorar os estados mais profundos de consciência” – dias depois, a pandemia do coronavírus assolou o mundo e eles foram obrigados a permanecer por lá.

No festival, os participantes puderam se conectar com a história das comunidades indígenas locais e aprender a viver “uma simbiose com a Terra”. O evento de música eletrônica começou no dia 29 de fevereiro e tinha previsão de acontecer até o dia 15 de março.

Veja também:
Gabriela Pugliesi perde contratos milionários após fazer festa durante a quarentena

Cerca de 300 pessoas ficaram presas no local isolado do festival após as fronteiras do Panamá serem fechadas para evitar o contágio do patógeno. A cidade mais próxima do local do festival, Sabanitas, fica a cerca de duas horas. Já a capital, Cidade do Panamá, está a mais de 10 horas do local.

Algumas pessoas conseguiram sair da região nos primeiros dias do surto da Covid-19. Contudo, outras, estão sofrendo com o bloqueio do tráfego aéreo no país, que deve seguir ainda até o dia 22 de maio.

Uma das DJs que fazia parte do programação do evento, Katie Hughes, deu uma entrevista dizendo o quão difícil foi tudo isso.

“Foi um pesadelo completo. Nós realmente não recebemos nenhuma informação, nenhuma autoridade ou organizador do festival veio nos fornecer qualquer informação. Depois de duas horas no ônibus, felizmente um dos motoristas disse que não voltaria à praia e seguiria para a Cidade do Panamá e nos levou até a capital”, afirmou.

“Nós realmente não sabemos o que está acontecendo no festival agora, alguns de nossos amigos ainda estão lá, mas não há sinal de telefone e WiFi muito limitado. Não sabemos o que vai acontecer com eles recebendo comida ou água, pois o festival está obviamente fechado, sem música, nada”, disse Katie, que está na capital do país.

Veja também:
Ator italiano está isolado em casa com corpo de sua irmã morta por coronavírus

Um grupo de britânicos, em entrevista ao jornal ‘The Guardian’, afirmou que o governo do país ofereceu transporte para a Cidade do Panamá, onde eles poderiam ficar em melhores condições, mas grande parte preferiu continuar no local da rave e permanecer próximo da praia.

Acontece que as chuvas transformaram o cenário paradisíaco em um pesadelo e as pessoas tiveram que enfrentar vários problemas, inclusive com o esgoto.

Os organizadores do ‘Tribal Gathering’ utilizaram a internet para recomendar que parentes dos frequentadores do festival entrassem em contato com as suas embaixadas no Panamá para tentar resolver a situação.

A situação foi retratada em um documentário lançado recentemente através do YouTube. ‘Do Paraíso ao Inferno: presos em um festival de música devido à Covid-19’ mostra um pouco do que essas pessoas estão vivendo na situação.

Confira (em inglês):

Veja algumas fotos do festival:

Foto: reprodução / Instagram

Foto: reprodução / Instagram
Foto: reprodução / Instagram

Foto: reprodução / Instagram

Fotos: Reprodução/Instagram

Veja também:
Pastor descumpre ordens, faz culto com 300 fiéis e morre de coronavírus

 

Comente com o Facebook
whindersson

Whindersson Nunes e Luísa Sonza anunciam que estão se separando

carol castro

Assumidos, Carol Castro e Bruno Cabrerizo posam juntos na cama – e de máscara!