in , , ,

Revista Veja publica capa polêmica no Dia das Crianças e gera boicote em massa

A Revista Veja trouxe em sua edição desta semana uma reportagem de capa sobre a transexualidade. A matéria, assinada por Giulia Vidale, acompanhou o cotidiano de crianças que não se identificam e não estão confortáveis com os corpos em que nasceram.

A capa gerou muita polêmica e internautas estão pedindo boicote ao veículo. O uso da #VejaLixo já conseguiu ocupar o topo dos assuntos mais comentados no Twitter, os chamados trending topics. Até a publicação desta matéria, a hashtag já tinha sido utilizada mais de 10,7 mil vezes na rede social.

Os ataques contra a revista vem no embalo de uma recente polêmica envolvendo a Rede Globo. Quando o Fantástico exibiu uma reportagem sobre o mesmo assunto, a reação de parte da população foi parecida. À época, eles conseguiram emplacar a #GloboLixo.

As pessoas que se manifestam contra os veículos acusam a Veja e a Globo de “pregar” o que eles chamam de “ideologia de gênero”. Ainda, os meios de comunicação são acusados de quererem “destruir a família” e “atentar contra os valores”.

Entre ataques muito nervosos e de baixo calão, a revista tem sido chamada de “psolista”, “petista” e “esquerdista”, entre outros. Os adjetivos chegam a soar irônicos, visto que a revista semanal assume um posicionamento político declaradamente de direita. Além disso, a Veja é considerada um símbolo do conservadorismo brasileiro.

Confira alguns dos tweets com a hashtag:

 

Veja também:
Jovem viraliza com pedido de casamento impressionante na praia

Comente com o Facebook
Cela para presos provisórios, em Barra do Corda, no Maranhão (Foto: Divulgação / Defensoria Pública)

Homem morre após passar o dia preso em cela a céu aberto no Maranhão

saco de lixo

Professora é acusada de colocar crianças em saco de lixo como castigo