in ,

Vídeo de briga entre mulheres que viralizou não aconteceu por causa de política

Apesar de ter se espalhado no dia das eleições, o motivo dos socos e pontapés é outro

Fotos: Reprodução/YouTube

Um vídeo bizarro de duas mulheres brigando viralizou neste domingo (15) e internautas em todo o Brasil compartilharam as imagens acreditando que o motivo da briga era política.

Apesar das imagens terem se espalhado exatamente no dia das eleições, o que gerou a pancadaria entre elas não foi discordância com posição política.

Mas o que realmente motivou a briga entre essas duas mulheres? De acordo com o delegado Ângelo José Lages Machado, titular da 65ª DP de Magé, no Rio de Janeiro, o que gerou a confusão foi uma publicação no Facebook feita por uma das envolvidas.

O registro da desavença foi feito por uma pessoa que passava por aquela região dias antes de domingo (15), o dia das eleições para prefeito e vereadores.

O vídeo dura cerca de 40 segundos e tem início com a imagem de uma mulher saindo de uma casa e indo em direção a um veículo estacionado, com adesivos de candidatos de um município da baixada Fluminense.

Em determinado momento outra mulher se aproxima do carro e grita: “O que você botou no Face? Você botou, sua safada!”. Depois ela começa a bater, estapear, empurrar e até chutar a conhecida.

A fala da mulher foi entendida pelos internautas como “Você votou, sua safada!”. Mas não foi isso que ela realmente disse.

Confira:

O delegado Ângelo José afirmou, ainda, que o motivo da briga não tem mesmo nada de político. Na realidade o que gerou a confusão foi a tal publicação no Facebook.

Veja também:
Zezé di Camargo e Graciele Lacerda terminam reforma de duplex em SC; veja imagens

“As duas mulheres trabalham com vendas de comidas. Uma delas teria postado que a comida da outra estava com gosto de baratas e isso gerou toda essa revolta”, iniciou ele.

“O vídeo foi gravado na semana passada, mas como ganhou projeção no dia da votação, a frase: ‘você postou’ passou a ser entendida como ‘você votou’. É preciso esclarecer que essa briga não é política”, disse o delegado em entrevista ao Jornal ‘O Dia’.

A agressora já foi identificada e convocada pela Polícia para prestar depoimento. A vítima ainda não foi reconhecida pelos profissionais da 65ª DP, que continuam investigando o caso.

Candidato a prefeito de Itu (SP) insinua que rival já o convidou para motel

Comente com o Facebook
Luccas Neto-covid filho recém-nascido

Com filho recém-nascido, Luccas Neto testa positivo para a Covid-19

Prefeito-Goiás comemoração antecipada porangatu

Candidato a prefeito comemora antes da hora, mas termina eleição derrotado