in ,

Pastora que chamou Covid-19 de ‘farsa’ morre por complicações da doença

Ela e o marido foram contaminados pelo coronavírus, mas não procuraram ajuda médica

A pastora americana Erin Hitchens morreu recentemente por complicações causadas pela Covid-19. Ela e o marido acreditaram, anteriormente, que a doença era uma “farsa”, após se basearem apenas em conteúdos lidos nas redes sociais.

Em entrevista para a BBC News, Brian Lee, o marido de Erin, afirmou que ele e a esposa já apresentaram os primeiros sintomas da Covid-19 ainda em maio.

No entanto, justamente por terem acreditado em notícias falsas e teorias de conspiração sobre a doença, não tomaram os cuidados necessários para evitar a contaminação e também não procuraram ajuda médica após se infectarem.

“Achávamos que o governo estava usando a Covid-19 para desviar a atenção ou que tivesse relação com 5G. Não seguimos as regras e nem procuramos ajuda antes”, disse Brian.

Brian, que trabalha como taxista no estado americano da Florida, até conseguiu se recuperar, mas Erin não, após ficar algum tempo em condição grave. Ela estava no grupo de risco por ter asma e distúrbio do sono.

“Este é um vírus real que afeta as pessoas de maneiras diferentes. Não posso mudar o passado, só posso viver hoje e fazer melhores escolhas para o futuro”, concluiu Brian.

Veja também:
E a Covid? Inauguração de loja no RJ vira confusão e vídeos chocam a web

Comente com o Facebook
virgínia fonseca

Namorada de Zé Felipe é condenada a dar iPhone novo para fã que sofreu golpe

ana maria braga

Ana Maria Braga mostra o túmulo onde enterrou cadelinhas falecidas