in ,

Eduardo Cunha é condenado a 15 anos de reclusão pela Lava Jato

Sentença foi dada pelo juiz federal Sérgio Moro, na manhã desta quinta-feira (30)

O deputado cassado e ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi condenado a 15 anos e 4 meses de reclusão, por três crimes descritos pela Operação Lava Jato. A sentença foi revelada pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos em primeira instância, na manhã desta quinta-feira (30).

Cunha é acusado de receber propina em contratos da Petrobras, para explorar petróleo no Benin, que fica na África. Ele foi condenado pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro (por três vezes) e evasão de divisas (por 14 vezes).

Na sentença, Sérgio Moro considerou os bons antecedentes de Eduardo Cunha. “Eduardo Cosentino da Cunha responde a outras ações penais [uma na 10ª Vara Criminal Federal de Brasília e outra no Supremo Tribunal Federal], mas não foi ainda por elas julgado. Então será considerado como tendo bons antecedentes”, diz o texto.

Com relação aos crimes cometidos, Eduardo Cunha recebeu cerca de US$ 1,5 milhão em todo este processo. Sérgio Moro destacou, em sua sentença, que Cunha agiu com “sofisticação”, devido ao uso de duas contas secretas no exterior.

Foi a primeira condenação de Eduardo Cunha pela Operação Lava Jato. A sentença na íntegra pode ser conferida clicando aqui.

Comente com o Facebook
marcos ilmar

Marcos diz que produção do “BBB 17” o mandou transar com Vivian

luciana

Justin Bieber sai acompanhado de festa e troca carinhos com brasileira