in ,

Mãe que viu adolescente ser atropelado e morto está ‘em estado de choque’

Mariana Cardim de Lima presenciou o acidente que tirou a vida de seu único filho, João Gabriel Cardim Guimarães

Fotos: Reprodução/Redes Sociais

A mãe do estudante de 16 anos, João Gabriel Cardim Guimarães, que foi atropelado e morto pelo modelo Bruno Krupp na noite do último sábado (30), no Rio de Janeiro, estáem estado de choqueapós ter presenciado o acidente que tirou a vida de seu filho único.

  • Dia dos Pais 2022: presenteie aquele que te inspira! Confira esse guia de presentes para encontrar o presente ideal e o melhor: com ofertas que chegam a 52% de desconto! Clique aqui para conferir.

A assessora jurídica Mariana Cardim de Lima estava com o filho, João Gabriel, quando tudo aconteceu. Eles tinham ido a uma festa de um aniversário em um salão de festas e, na saída, decidiram atravessar a Avenida Lúcio Costa para ir até a praia da Barra da Tijuca.

Veja também:
Modelo Bruno Krupp, ex de Sarah Poncio, é investigado por homicídio

Neste momento Bruno Krupp, que tem 25 anos, passou dirigindo uma moto em alta velocidade e atingiu João Gabriel Cardim Guimarães.

O impacto da batida foi tão forte que arrancou uma das pernas do estudante. Ele foi socorrido e levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

“Minha irmã está completamente devastada, ainda em estado de choque, não consegue parar de chorar. Eles quiseram colocar o pé na areia antes de chamar o carro de aplicativo para voltar para casa. Quando estavam a um passo do paralelepípedo da calçada, a moto pegou ele. A pancada foi tão forte que arrancou a perna do meu sobrinho”, contou Débora Cardim, tia de João Gabriel, em entrevista ao ‘Extra’.

“Ao ser levado para o hospital, ele estava consciente, mas acabou não resistindo aos ferimentos. A família do modelo esteve com a gente e prestou solidariedade. Queremos justiça, mas precisamos de paz nesse momento”, acrescentou Débora.

Jovem foi atropelado por modelo

Câmeras de segurança de um quiosque na altura do Posto 3 da Praia da Barra flagraram o momento em que Bruno Krupp – que não tem habilitação – passa dirigindo uma moto sem placa e correndo muito.

A batida acontece logo em seguida e as pessoas presentes no estabelecimento se assustam com a gravidade do acidente. Alguns se levantam e vão até o local.

João Gabriel Cardim Guimarães chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu. O corpo do adolescente foi para o Instituto Médico-Legal (IML), para a realização do exame da necropsia.

O estudante foi sepultado nesta segunda-feira (1º) no Cemitério de Irajá, na Zona Norte da cidade. A cerimônia contou com a presença de mais de 100 pessoas, entre familiares, pessoas próximas, colegas da escola e professores, que lamentavam a morte precoce do menino.

De acordo com registro do Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta das 22h55 de sábado (30). No momento, Bruno Krupp foi autuado por lesão corporal culposa provocada por atropelamento e falta de habilitação e proibição de dirigir veículo automotor.

Entretanto, posteriormente, a Polícia Civil do Rio de Janeiro alterou o registro para homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Afinal, a vítima morreu após dar entrada no Hospital Municipal Lourenço Jorge.

Segundo o site ‘Notícias da TV’, Bruno Krupp tinha uma suspeita de fratura na coluna vertebral, mas ele recebeu alta no dia seguinte.

Em entrevista ao ‘Extra’, o advogado de Bruno Krupp, Willian Pena, admitiu que o modelo estava acima da velocidade permitida na Avenida Lúcio Costa. Contudo, ele afirmou que a vítima surgiu na via “subitamente” e atravessou fora da faixa de pedestres.

“Ele disse que, segundos após dar uma arrancada com a moto, houve o choque. Mas o velocímetro ainda será avaliado pela perícia. Além disso, confirmou ter tirado a Carteira Nacional de Habilitação há cerca de 15 dias e que o veículo estava emplacado até o momento do acidente, quando a placa caiu. É importante frisar também que os pais dele estão dando todo apoio a família da vítima, com suporte emocional e financeiro”, disse o advogado Willian Pena.

Veja uma foto de Mariana Cardim de Lima com o filho, João Gabriel:

João Gabriel e Mariana Cardim
Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Dia dos Pais 2022: presenteie aquele que te inspira! Confira esse guia de presentes para encontrar o presente ideal e o melhor: com ofertas que chegam a 52% de desconto! Clique aqui para conferir.

Modelo Bruno Krupp, ex de Sarah Poncio, é investigado por homicídio

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Bruno Krupp - ex da Sarah Poncio

Modelo Bruno Krupp, ex de Sarah Poncio, é investigado por homicídio

Mulher racista giovanna ewbank

Mulher que atacou filhos de Giovanna Ewbank tem hábito de ofender brasileiros