in , ,

Marca faz sátira de Bolsonaro em camiseta e gera polêmica na internet

Após vídeo criticando a estampa viralizar, Cavalera optou por retirar a peça das lojas

A Cavalera, conhecida grife de roupas brasileira, acabou virando polêmica na internet nos últimos dias. Tudo começou quando a marca lançou uma camiseta estampada com uma sátira ao pré-candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro.

Na estampa, é possível ver uma imagem do político comparada ao palhaço Bozo. A caricatura remete a um ‘santinho’ político e vem com o nome de ‘Bozonaro’, além do número 66.666.

A polêmica tomou grandes proporções quando uma eleitora de Bolsonaro decidiu ir até um shopping para verificar a estampa e gravou tudo em vídeo – que, depois de publicado na web, acabou viralizando.

Na filmagem, ela explica que recebeu mensagens eletrônicas sobre a loja estar realizando um “ato de desrespeito ao candidato Jair Bolsonaro”. Entrando na loja, ela questiona um dos vendedores: “Não tem dos outros candidatos? Qual o motivo de colocar ele como a besta fera? Tem do Lula também?”.

“Vocês viram aí como é o respeito, né? Loja Cavalera, shopping Morumbi fazendo essa palhaçada, colocando o cara com o número da besta fera. Custa 159 reais”, completa a indignada eleitora.

Veja o vídeo:

Com a viralização do vídeo, a Cavalera tem recebido centenas de mensagens em sua página no Facebook. Elas variam entre críticas e apoio. “A marca perdeu o respeito”, disse um dos internautas. “Cinco estrelas não só pela camisa do Bozonaro, mas também pela coragem de fazer isso”, escreveu outro.

Em nota, a marca se posicionou e informou que “sempre trouxe em suas coleções charges de esquerda, direita, meio, em cima, embaixo” e a peça, que esgotou nas lojas, segundo a empresa, “trazia uma sátira de Jair Bolsonaro e dava início a uma série limitada de camisetas que traria críticas a pessoas públicas”.

Veja também:
Andressa Urach relata história perturbadora de quando praticou zoofilia na infância

A Cavalera optou por encerrar a venda da peça em suas lojas. “Mas o Brasil não está totalmente preparado para essa tal liberdade de expressão”, encerrou a marca. Leia a nota da empresa na íntegra:

A Cavalera, em seus mais de vinte anos de história, é reconhecida por trilhar um caminho que propõe discussões e pensamentos à sociedade brasileira. Desde seus desfiles em espaços públicos – quando isso ainda não era moda –, até caminhar pelas margens do Rio Tietê, a marca sempre trouxe em suas coleções charges de esquerda, direita, meio, em cima, embaixo.

A camiseta que virou notícia nos últimos dias trazia uma sátira de Jair Bolsonaro e dava início a uma série limitada de t-shirts que traria críticas a pessoas públicas. Mas, o Brasil não está totalmente preparado para essa tal liberdade de expressão.

Desejamos uma boa sorte ao nosso Brasil.

Eleições 2018: conheça os 18 pré-candidatos à Presidência da República

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Day McCarthy, socialite que ofendeu famosos, é agredida em show de Anitta

Petição acusa TV Cultura de machismo contra presidenciável Manuela D’Ávilla