in ,

Marido de professora assassinada em massacre infarta: ‘morreu por causa do luto’

Irma Garcia estava na escola infantil atacada no Texas (EUA) e tentou proteger a vida das crianças

Fotos: Reprodução/Redes Sociais

Apenas dois dias depois de ficar sabendo da morte da esposa, que foi uma das vítimas do massacre em uma escola no Texas, o marido Joe Garcia sofreu um infarto e acabou falecendo também nos Estados Unidos.

  • Que tal controlar sua TV com um único dispositivo supermoderno, controlado por voz, em alta qualidade de imagem e com auxílio da Alexa? E a melhor parte: experimente por 30 dias e DEVOLVA se não curtir o produto! Confira clicando aqui.

Salvador Ramos, um jovem de apenas 18 anos, matou 19 crianças e duas professoras no interior da Robb Elementary School, em Uvalde na última terça-feira (24). Irma Garcia, de 48 anos, foi uma das professoras mortas pelo atirador.

Veja também:
Atirador do Texas postou foto das armas dias antes e enviou mensagens bizarras

Segundo a polícia, ela se jogou sobre os alunos para protegê-los quando o jovem entrou na sala e abriu fogo contra as crianças.

Marido infarta ao saber do atentado

O marido de Irma, Joe Garcia, ficou extremamente abalado com a notícia da morte da esposa, com quem era casado há 24 anos e tem quatro filhos, de 23, 19, 15 e 13 anos. Um deles, inclusive, é recruta do Exército americano.

Segundo pessoas próximas, fazer churrasco com o marido, ouvir músicas e fazer trilhas eram alguns hobbies da professora, que teve a vida interrompida violentamente no que parecia um dia comum de trabalho.

Dois dias após ficar sabendo da morte dela, nesta quinta-feira (26), o marido Joe Garcia sofreu um infarto e morreu também. A informação foi confirmada pelo sobrinho da professora, John Martinez, através de um comunicado publicado nas redes sociais.

“É com muito pesar que comunicamos que o marido da minha tia Irma, Joe Garcia, morreu por causa do luto. Eu realmente não tenho palavras para descrever como estamos nos sentindo. Por favor, rezem pela nossa família. Deus, tenha piedade de nós. Isso não é fácil”, declarou ele.

Veja também:
Tragédia: jovem atirador mata 19 crianças e dois professores em escola

Com a notícia da morte de Irma Garcia, familiares organizaram uma vaquinha virtual para arrecadar dinheiro para arcar com os custos do funeral da professora, que morreu tentando salvar a vida dos alunos.

Assim que a morte do marido dela foi confirmada, a vaquinha passou a juntar fundos para o funeral duplo.

Até a publicação desta matéria, mais de US$ 240 mil (cerca de R$ 1,14 milhão) já tinham sido arrecadados.

Salvador Ramos comprou as armas que usou no crime legalmente, em uma loja em Uvalde, alguns dias após completar 18 anos.

No Texas, a compra de armas é permitida a qualquer pessoa a partir dos 18 anos, que tenha o cadastro limpo, que não tenha cometido um crime em cinco anos e que não tenha diagnóstico de doença mental.

A compra dos fuzis foi feita pelo jovem apenas dois dias antes da atrocidade cometida na escola.

Em discurso sobre a tragédia no Texas, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, declarou que perder um filho é como ter um pedaço de sua alma arrancado […] Há um vazio no seu peito e você sente que será sugado por ele. Nada mais é o mesmo”.

O líder político fez um apelo pedindo urgência aos legisladores norte-americanos e dizendo que “é preciso fazer mais” com relação às regras de controle de armas de fogo no país.

Veja uma foto do casal Irma e Joe Garcia:

Joe e Irma Garcia
Fotos: Reprodução/Redes Sociais
  • Que tal controlar sua TV com um único dispositivo supermoderno, controlado por voz, em alta qualidade de imagem e com auxílio da Alexa? E a melhor parte: experimente por 30 dias e DEVOLVA se não curtir o produto! Confira clicando aqui.

Atirador do Texas postou foto das armas dias antes e enviou mensagens bizarras

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Thayane - rosto tatuado

Peter Jordan se oferece para ajudar jovem que teve rosto tatuado à força pelo ex

Sessão virtual - TJRS

Homem aparece na privada durante audiência virtual do Tribunal de Justiça