in ,

Médico mistura tarja preta com álcool e destrói o próprio apartamento

Ele também atacou a casa de vizinhos, que chamaram a polícia para o homem em aparente surto psicótico

Foto: Reprodução

Sob o efeito de medicamento tarja preta misturando com bebida alcoolica, um médico de 44 anos perdeu o controle, provocando um caos que resultou em sua condução até a delegacia.

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

Segundo relatos, o profissional da saúde, em um aparente surto psicótico, destruiu não apenas seu próprio apartamento mas estendeu a fúria às residências vizinhas, levando a Polícia Militar a intervir.

O incidente ocorreu na noite de domingo (18), no bairro Rosário, em Patos de Minas (MG).

O caso começou quando um vizinho, cujo apartamento fica logo abaixo do do médico, foi despertado abruptamente por ruídos violentos. Sem entender o motivo, este vizinho viu sua porta ser destruída pelo médico.

A polícia, ao chegar, notou que a onda de destruição não se limitou a um apartamento; portas de outros moradores e até o alçapão do edifício foram danificados.

Ao tentar estabelecer contato com o médico em seu apartamento, os oficiais se depararam com silêncio. Sabendo do histórico de surtos anteriores do indivíduo, optaram por entrar à força.

Dentro, encontraram um cenário de devastação: móveis e objetos pessoais quebrados por todos os lados. O médico, encontrado em um dos quartos, alegou que os danos ocorreram em momentos diferentes, não apenas naquela noite.

Após ser acalmado, o médico revelou aos policiais o estopim do incidente: foi até o apartamento do vizinho para confrontá-lo sobre barulhos.

Veja também:
Amigas da igreja se apaixonaram e se tornam um casal: 'casei com homem chorando'

Visivelmente embriagado, admitiu ter misturado Zolpidem, um medicamento para insônia, com álcool, o que turvou sua memória dos eventos.

Por fim, foi encaminhado à Delegacia de Plantão da Polícia Civil, onde enfrentou acusações por danos ao patrimônio.

Surto psicótico

A psicose é um termo que muitas vezes não é compreendido pela maioria das pessoas.

O profissional da saúde, após uma combinação perigosa de medicamentos tarja preta e álcool, manifestou um comportamento extremo, que resultou na depredação de apartamentos.

Afinal, o que realmente é psicose? Mais importante: como estender a mão para quem enfrenta tal desafio?

De acordo com o Ministério da Saúde, a psicose não se limita a um único diagnóstico, mas abrange um espectro de sintomas e sinais que impactam profundamente a saúde mental, afetando substancialmente a vida do indivíduo, bem como a de seus familiares e da sociedade como um todo.

Essas alterações podem comprometer atividades cotidianas essenciais, desde o desempenho no trabalho e estudos até as mais básicas tarefas domésticas e cuidados pessoais.

Pode ser surpreendente, mas a psicose é um fenômeno relativamente comum, com estatísticas mostrando que cerca de uma em cada 150 pessoas será diagnosticada com um transtorno psicótico em algum momento de suas vidas.

Isso reforça a importância de compreender seus sinais e sintomas para oferecer o suporte necessário.

Os sintomas da psicose podem variar amplamente, afetando o humor, o pensamento e o comportamento de maneiras que muitas vezes passam despercebidas pelo próprio indivíduo afetado.

Entre os sintomas mais evidentes, destacam-se as alucinações, delírios, desorganização do pensamento e da fala, além de comportamentos desorganizados e sintomas negativos que afetam profundamente a capacidade de interação social e pessoal.

Veja também:
Relembre a famosa matéria em que Ana Maria Braga foi a uma praia de nudismo

Combinação perigosa

O episódio em Patos de Minas joga luz sobre os riscos de interações medicamentosas perigosas, particularmente a mistura de bebidas alcoólicas com tarja preta.

O Zolpidem, usado pelo médico, é um medicamento comumente prescrito para distúrbios do sono.

Esta combinação pode precipitar quadros psicóticos, servindo como um lembrete crítico dos cuidados necessários ao seguir tratamentos medicamentosos.

Contudo, quadros psicóticos também podem surgir motivados por genética, estresse, depressão profunda, uso de substâncias alucinógenas, insônia grave, entre outros fatores.

O psicanalista Fabrício Selbmann destaca a importância de observar a percepção da realidade de alguém durante um surto psicótico.

Reconhecer sinais como alucinações, delírios, mudanças abruptas de humor e comportamentos incoerentes é crucial.

Além disso, é vital agir com cautela para evitar ações impulsivas e, se necessário, buscar ajuda de emergência através do SAMU (192) ou direcionar a pessoa a um CAPS (Centro de Atendimento Psicossocial).

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

Homem em surto invade pista e é sugado por turbina de avião

Em Destaque

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Kagney Linn Karter - atriz pornô morreu

Famosa atriz erótica é encontrada morta aos 36 anos de idade

Rafa Justus - Rinoplastia

E pode? Rafa Justus surpreende ao fazer rinoplastia aos 14 anos de idade