in ,

Noiva ‘mente’ para maquiadora para pagar mais barato e a confusão já nasce pronta

Noiva omitiu casamento para pagar mais barato e maquiadora disse ter se sentido lesada pela cliente

Fotos: Reprodução/Redes Sociais

No mundo das redes sociais, uma história curiosa e polêmica tem sido o centro das atenções: o debate virtual entre uma noiva e uma maquiadora. O motivo do desentendimento? Preços de maquiagem para casamentos.

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

A noiva, identificada como Bruna, se encontrou no centro de uma polêmica online após adotar uma estratégia inusitada: ela omitiu que era seu dia de casamento para pagar o preço de uma maquiagem social comum – que é muito mais acessível.

A noiva Bruna alegou que os preços elevados para noivas fizeram optar por um ‘make social’.

“Só tinha pacote para noiva, com muitos mimos e eu não queria isso. Eu só queria uma make e ir embora, explicou Bruna.

Durante seu desabafo no TikTok, ela enfatizou:Teve uma que eu quis saber quanto era a maquiagem e ela me disse que custava R$ 160, porém, quando eu disse que era noiva, ela queria me cobrar R$ 480 e me proibiu de fazer a maquiagem social que seria ‘só para convidado'”.

A trama se complicou quando, após marcar com outra maquiadora e omitir o fato de ser a noiva, Bruna foi descoberta através de fotos do casamento nas redes sociais.

A maquiadora profissional, indignada, enviou uma mensagem enfática para Bruna, acusando-a de fraude e dizendo ter sido vítima de um golpe.

Noiva se defende

Bruna, por sua vez, defendeu sua escolha, argumentando que apenas queria uma maquiagem mais simples e que inclusive levou outros convidados do casamento para se maquiarem com a profissional.

Veja também:
Banhistas são atacados por piranhas em cidade brasileira

A história, rapidamente, ganhou grande repercussão nas redes sociais, dividindo opiniões.

“Não vejo golpe nenhum. Ela queria uma maquiagem simples, pagou pelo serviço. Onde isso foi golpe?”, disse uma internauta.

“Bruna pagou pela maquiagem social, não importa se vai casar ou se vai ficar em casa“. 

“Ah, mas a maquiagem para noivas tem um valor diferente porque são usados produtos melhores para garantir uma durabilidade maior. Agora ela vai pra profissional, não fala nada, aí depois a maquiagem não dura e a culpa é da maquiadora que não é boa”, defendeu uma mulher, que também trabalha como maquiadora.

Contudo, outras internautas rebateram: Eu não sou obrigada a dar satisfação para qual evento eu vou com a maquiagem que estou contratando. Tô contratando serviço da maquiagem, ponto”, disse uma mulher.

A situação levanta um questionamento importante: a maquiagem para noivas deve ser necessariamente mais cara? A noiva, na tentativa de evitar custos elevados, acabou envolvida em uma confusão que se tornou viral.

A conduta de Bruna, ao omitir que era o dia do seu casamento, para conseguir pagar o preço da maquiagem comum, e a reclamação da maquiadora, ressentida por se sentir enganada, ficou com tópicos de debate acalorados na internet.

noiva
Foto: Canva

Opinião de especialistas

Especialistas do setor de beleza opinaram. Eles enfatizam que a maquiagem para noivas geralmente inclui serviços adicionais, como testes, avisos, produtos de maior qualidade e uma atenção mais personalizada, justificando assim um preço mais elevado.

Veja também:
Preso pela morte do lutador de MMA confessa e revela detalhes do crime

A ética nas práticas de mercado também é um tema em voga. Alguns argumentos que os profissionais de beleza devem ser transparentes sobre a diferenciação de preços e os motivos por trás dela.

Por outro lado, espera-se que os clientes sejam honestos sobre suas necessidades e expectativas.

A polêmica entre Bruna e a maquiadora levanta questões sobre transparência, valor e confiança no mercado de serviços de casamento.

Outro fator que entrou na polêmica foi a venda casada. Trata-se de uma prática comercial ilegal no Brasil, onde a compra de um produto ou serviço é condicionada à aquisição de outro item adicional, não desejado pelo consumidor.

Essa prática é considerada um crime contra as relações de consumo, infringindo o direito de escolha do consumidor e a livre concorrência no mercado.

Ao “obrigar” a cliente a pagar por serviços adicionais por ela ser noiva, a ação da maquiadora pode ser entendida como uma venda casada.

Confira declarações da noiva, Bruna, sobre a polêmica maquiagem:

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

Era golpe! Jogador passou 15 anos acreditando que namorava Alessandra Ambrosio

Em Destaque

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Renata Del Bianco - Chiquititas

Ex-Chiquititas é esculhambada por seguir com conteúdo adulto mesmo grávida

Gerente executada - shopping Paraíba

Gerente de restaurante é executada bem no meio do shopping