in ,

Paula Thomaz abre queixa-crime contra Glória Perez por ameaças à filha, diz coluna

Condenada pela morte de Daniella Perez, Paula está investindo na carreira de atriz da menina

Paula Thomaz, condenada pelo assassinato de Daniella Perez, filha de Glória Perez, decidiu abrir uma queixa-crime contra a autora de novelas da TV Globo por ameaças contra sua filha. As informações são da colunista Fábia Oliveira, do jornal ‘O Dia’.

Há alguns meses, a própria colunista havia revelado que Paula Thomaz está investindo na carreira artística da filha mais nova.

Fábia Oliveira procurou Glória Perez para comentar o assunto e ela voltou a tecer várias críticas contra Paula Thomaz.

“Essa criminosa não tem limites. Não preservou o filho que tinha na barriga quando se fez assassina e não preserva a filha de um meio onde terá sempre como referência ser filha de uma assassina”, afirmou, na época.

Veja também:
Raul Gazolla revela que amigo se ofereceu para vingar assassinato de Daniella Perez

Agora, a colunista afirmou que Paula e seu atual marido, Sérgio Peixoto, abriram boletim de ocorrência contra Glória Perez e alguns de seus seguidores por ameaça e difamação.

No documento, o casal cita ameaças de morte contra a filha. “Vai Glória, agora manda matar a filha dela”, teria dito um apoiador da autora na internet.

Por fim, a coluna afirmou que a autora já foi intimada a depor, mas que ela enviou um advogado em seu lugar para analisar a denúncia. Além disso, alguns de seus seguidores também podem ser intimados.

Um inquérito já foi aberto, segue em fase de diligências e ainda não se tornou processo.

O caso Daniella Perez

A atriz Daniella Perez foi morta do no dia 28 de dezembro de 1992. Na época, ela interpretava a personagem Yasmim da novela ‘De Corpo e Alma’, escrita pela mãe, em que fazia par romântico com Guilherme de Pádua, que era casado com Paula Thomaz na época.

O corpo da atriz foi localizado em um terreno baldio na Barra da Tijuca com 18 golpes feitos por um punhal. Guilherme de Pádua e Paula Thomaz foram presos definitivamente em 31 de dezembro.

A motivação era inacreditável: o ator estaria enciumado pelo destaque que a parceira de cena estaria ganhando na trama. Na época, o crime chocou o Brasil por conta do envolvimento de pessoas famosas, especialmente artistas que trabalhavam juntos.

Guilherme e Paula foram condenados por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima. Em 1999, foram libertados após cumprirem um terço da pena, o que gera críticas de Glória Perez até hoje.

Assassino de Daniella Perez, Guilherme de Pádua lança canal no YouTube

Comente com o Facebook
marcos pitombo

Marcos Pitombo processará quem afirmou que ele teve um caso com Erasmo Viana

Foto: reprodução / Instagram / GloboPlay

TV Globo voltará a exibir ‘No Limite’ e participantes serão ex-BBBs