in ,

Justiça recebe (e nega) pedido de prisão contra William Bonner: ‘delírios’

Sem dizer uma única palavra, o jornalista deu uma bela debochada da situação nas redes sociais

Foto: Reprodução/GloboPlay

O jornalista William Bonner, âncora e editor-chefe do ‘Jornal Nacional’ (TV Globo), deve ter tomado um baita susto quando ficou sabendo que estavam pedindo sua prisão. Por motivos óbvios, a Justiça negou a solicitação e o assunto rendeu na web.

  • Volta às aulas 2022! Antecipe as compras escolares em até 10x sem juros, até 55% de desconto e frete grátis! Clique aqui.
  • Amazon Prime: frete GRÁTIS, filmes, séries e mais por R$ 9,90/mês. Assine agora!

Tudo começou por causa de um dos assuntos mais comentados dos últimos tempos: a vacinação contra a Covid-19 em crianças.

Após muita polêmica, o Brasil recebeu as primeiras doses pediátricas da vacina da Pfizer e, nesta segunda-feira (17), já começou a vacinar crianças com comorbidades ou sob tutela do Estado que tenham de 5 a 11 anos.

Veja também:
William Bonner aparece 'de barba' e viraliza nas redes sociais

Neste domingo (16), o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) divulgou sua decisão sobre uma ação do bolsonarista e ex-candidato a deputado pelo PSol, Wilson Issao Koressawa, contra o jornalista William Bonner com relação às vacinas em crianças.

Wilson Issao Koressawa pediu a prisão preventiva de William Bonner após acusar o âncora do ‘JN’, de integrar uma suposta organização criminosa e cometer os crimes que ele chamou de “indução de pessoas ao suicídio” ao relatar jornalisticamente (baseado em pesquisas científicas e fazendo seu trabalho) dos efeitos positivos da vacinação contra a Covid-19 em crianças.

Além disso, ele acusa Bonner de “causar epidemia” e deenvenenar água potável, de uso comum ou particular, ou substância alimentícia ou medicinal destinada a consumo“.

Juiza nega pedido de prisão de William Bonner

A juíza Gláucia Falsarella Pereira Foley classificou o pedido de prisão de William Bonner como delírios negacionistas e, é claro, o negou em decisão divulgada neste domingo (16).

“O poder Judiciário não pode afagar delírios negacionistas, reproduzidos pela conivência ativa – quando não incendiados – por parte das instituições, sejam elas públicas ou não”, disse a juíza.

A magistrada lembrou, ainda, sobre o exercício da liberdade de imprensa e o direito garantido na constituição dos jornalistas e profissionais de comunicação de proferirem críticas.

“Para Eugênio Bucci, aliás, mais do que direito do jornalista, a liberdade de informação é direito do cidadão e dever da imprensa“, escreveu a juíza.

Veja também:
Internautas dizem que William Bonner 'deu conferida' em Fátima Bernardes e vídeo viraliza

Uma imagem vale mais que mil palavras

Sem dizer uma única palavra, o jornalista William Bonner deu uma bela debochada do pedido de prisão em seu nome. Tão logo soube, pela imprensa, que a juíza havia publicado a decisão, o âncora postou uma foto em sua conta oficial do Instagram.

Na imagem, ele é visto com uma expressão de “apavorado”. Na legenda, ele se limitou a colocar a data: 16 de janeiro de 2022. É, para bom entendedor…

Rapidamente, a postagem recebeu uma chuva de comentários por parte dos seguidores e fãs do jornalista.

Confira:

Veja também:
William Bonner viraliza ao 'imitar' Jair Bolsonaro durante fala no Jornal Nacional

Veja também uma foto de Wilson Issao Koressawa, que teve pedido negado pela Justiça brasileira:

Wilson Issao Koressawa
Foto: Reprodução

Wilson Issao Koressawa é advogado e Ex-Oficial de Justiça do TJDFT, Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios.

Em 2020, ele impetrou um pedido de prisão no Superior Tribunal Militar (STM) contra 40 autoridades consideradas contrárias ao presidente Jair Bolsonaro.

Foram alvos da ação mal sucedida de impetrada por Wilson Issao Koressawa:

O presidente da Rede Globo, José Roberto Marinho; os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF); 25 governadores, exceto o de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo); os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-RJ); e o ex-ministro da Justiça Sergio Moro.

  • Volta às aulas 2022! Antecipe as compras escolares em até 10x sem juros, até 55% de desconto e frete grátis! Clique aqui.
  • Amazon Prime: frete GRÁTIS, filmes, séries e mais por R$ 9,90/mês. Assine agora!

Brasileiro é descoberto tentando tomar a 6ª dose da vacina contra a Covid-19

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Silvio Santos Tiago Abravanel - participante BBB22

Pego de surpresa, Silvio Santos ordena campanha para Tiago Abravanel no SBT

Pablo Marçal - Coach

‘Cada um cuide da sua vida’, diz coach após levar grupo em expedição perigosa