in ,

Ronaldinho Gaúcho e irmão respondem a mais de 20 processos na Justiça

Atualmente, os dois estão presos após entrarem no Paraguai portando documentos adulterados

Fotos: Reprodução/Instagram

O craque Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Roberto Assis Moreira, foram presos após entrarem no Paraguai portando documentos paraguaios adulterados. Os dois estão detidos no país estrangeiro. No entanto, não é de hoje que o ex-atleta se envolve em questões polêmicas e fora da lei.

Segundo informações do jornal ‘Extra’, o irmão do jogador seria o suposto responsável por levar Ronaldinho a cometer crimes e atos ilícitos no decorrer de sua vida. A publicação afirma que ele é visto por alguns como “a raiz de todos os problemas do Ronaldo”.

Veja também:
Ronaldinho Gaúcho é detido por entrar no Paraguai com passaportes falsos

Ronaldo de Assis Moreira, o nome de batismo do ex-jogador, aparece em quase 30 processos em vários tribunais e comarcas do país. A maioria deles, no entanto, encontram-se no Rio Grande do Sul, estado natal de Ronaldinho.

Prestes a completar 40 anos de idade, se nada mudar até o próximo dia 21 de março, ele comemorará seu aniversário preso.

“Ninguém entende o que ele foi fazer lá e por que precisaria de um documento paraguaio já que poderia, inclusive, entrar no país com a carteira de identidade. Estamos chocados com tudo isso, mas também não nos espantamos”, teria dito um amigo dos tempos em que Ronaldinho era uma estrela do Grêmio.

Até o mês de outubro de 2019, Ronaldinho e Assis estavam impossibilitados de viajar, pois seus passaportes tinham sido confiscados pela Justiça por conta de uma dívida ambiental de R$ 6 milhões que os dois têm por conta de uma obra irregular no sítio que a família possui na capital gaúcha.

Após combinarem com a Justiça o pagamento da dívida de forma parcelada, os documentos foram devolvidos aos dois, conforme sentenciado pelo Supremo Tribunal Federal.

Veja também:
Envolvido em polêmica, testamento de Chico Anysio é anulado pela Justiça

Os processos nos quais Ronaldinho Gaúcho está envolvido são da esfera trabalhista, passando por danos morais, até um processo por agressão e partilha de bens em aberto pela ex-noiva a jornalista Priscilla Coelho, que viveu com ele entre 2012 e 2018.

A fortuna do ex-jogador é estimada em R$ 500 milhões. No Brasil, ele é dono de apenas uma empresa, a United Consultoria Esportiva e Licenciamentos Ltda, que tem um capital social de R$ 100 mil. Já Assis, o irmão, aparece como sócio em oito empresas, que juntas valeriam apenas R$ 240 mil.

De acordo com a Justiça, sempre há dificuldade em encontrar os irmãos para notificá-los. “Ninguém os encontra nunca. Os oficiais são impedidos de entrar nos condomínios e com isso eles ganham tempo. As ações duram anos, eles fazem um acordo e pronto”, aponta um advogado que já esteve numa dessas audiências.

Ronaldinho Gaúcho termina com as duas noivas ao mesmo tempo

Comente com o Facebook
babu santana

Famosos se unem em campanha para salvar Babu e eliminar Pyong do ‘BBB 20’

sasha

Sasha Meneghel se depara com chiclete a R$ 24 e fica indignada em aeroporto