in

Sergio Moro tem celular hackeado e ministro precisa cancelar linha

Assessoria do ministro informou que há possibilidade de clonagem do número

(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O celular pessoal do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, sofreu uma tentativa de invasão. Moro cancelou a linha que usava desde quando ainda era o juiz da Operação Lava Jato em Curitiba e determinou a abertura de investigações.

Em nota, a assessoria do ministro informou que há possibilidade de clonagem do número que o ministro utilizava, e por isso a linha foi “abandonada”.

“Houve uma clonagem, mas, em princípio, sem acesso ao conteúdo”, comentou a pessoas próximas o ministro.

Alguém ligou para o ministro usando o seu próprio número de celular de Curitiba – que ele prontamente já trocou, por um de Brasília. De acordo com especialistas, quando Moro atendeu a ligação, a invasão foi automática.

Até o momento, nem Moro e nem a sua assessoria identificaram invasões em suas contas nas redes sociais.

Veja a nota na íntegra:

“Informamos que ontem houve tentativa de invasão do telefone celular do Ministro da Justiça e Segurança Pública. Diante da possibilidade de clonagem do número, a referida linha foi abandonada. Investigação para apuração dos fatos já está em andamento.”

Comissão do Senado aprova projeto que antecipa feriados para segunda-feira

Comente com o Facebook
feedclub ana maria braga

Ana Maria Braga diz que comer pipoca com pinça é ‘boiolagem’; veja vídeo

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Romário é acusado de mentir em caso envolvendo acidente de carro em 2017