in ,

Vendedoras detonam cliente em sorteio sem saber que estavam ao vivo

Uma butique na cidade de Formiga (MG) estava realizando um sorteio na web e situação acabou mal, com constrangimento e demissões

O que era pra ser uma atividade corriqueira nos tempos de redes sociais acabou mal na cidade de Formiga, em Minas Gerais. Algumas funcionárias de uma loja foram flagradas falando mal de uma cliente durante uma transmissão ao vivo no Instagram e acabaram demitidas. O caso aconteceu em dezembro de 2019, caiu na internet e viralizou.

A loja, chamada WE Boutique, estava realizando o sorteio de uma bolsa para a clientela e, no dia 26 de dezembro, a equipe se reuniu para tirar um dos nomes da urna. Toda a situação foi transmitida ao vivo nas contas oficiais da loja.

Quando tirou o papel preenchido por uma cliente chamada Andreia Assis, a funcionária que realizava a gravação ao vivo agradece pela participação de todos e pede que a vencedora procure a loja. Então, as outras vendedoras começam a comentar o resultado, sem imaginar que a transmissão ainda estava acontecendo.

Uma delas dispara um xingamento: “Nossa, Andreia Assis? Vai tomar no c*”. “Quem é essa?”, pergunta outra. “É uma chata”, responde a primeira. “Aquela testuda?”, continua a segunda até que a gravação, finalmente, é interrompida.

Veja:

Andreia Assis foi procurada pelo site ‘G1’, mas alegou que estava bastante constrangida e não gostaria de conversar com jornalistas. Em seu lugar, o marido conversou com a reportagem e conta que a esposa tem sofrido com a situação. Eles estudam a possibilidade de acionar a Justiça.

“Minha esposa compra na loja há quase 20 anos. Os donos são nossos amigos, eles nos pediram desculpas. É uma situação muito desagradável. Minha esposa ainda não sabe se vai tomar medidas legais. Ela está muito constrangida”, disse José Aparecido.

Veja também:
Vídeo: advogada ataca funcionários e clientes de padaria e acaba presa

Por telefone, Andreia Assis respondeu rapidamente ao jornal ‘O Estado de Minas’: “Eles [representante da loja] vieram até minha casa me pedir de desculpas. Não estou bem, sabe? Ainda vou ver o que faço com relação a isso”. O jornalista relata que ela estava com a voz “notadamente embargada”.

A loja divulgou uma nota pública de esclarecimento, onde também pede desculpas pela situação desagradável e revela que as funcionárias foram demitidas. Confira:

View this post on Instagram

Nota de desculpas e esclarecimentos. A Direção da WE Boutique vem, respeitosamente, pedir desculpas a cliente Andreia Assis Barbosa e a todas as pessoas que se sentiram ofendidas com os comentários feitos por alguns colaboradores durante sorteio da Promoção de Natal, hoje, amplamente, divulgado nas mídias sociais. A WE está há mais de 20 anos no mercado e, somente conseguiu tamanha solidez por, principalmente, respeitar a todos os clientes e colaboradores. Repudiamos qualquer tipo de ofensa às pessoas, cliente ou não e, de forma alguma, vamos compactuar com o posicionamento pessoal de alguns de seus colaboradores. Esclarecemos que a opinião pessoal que de forma irresponsável foi expressada e divulgada durante o sorteio realizado no dia 26 de dezembro, não condiz com a formação e princípios ministrados aos nossos colaboradores. Informamos que, diante da gravidade do episódio, as colaboradoras envolvidas foram afastadas de suas atividades para que os fatos sejam apurados, com a conseqüente punição. A família WE, mais uma vez, pede desculpas a todos os envolvidos, manifesta seu sentimento de indignação com o fato e afirma que vai continuar investindo na qualificação de seus colaboradores. A Direção

A post shared by ᴡᴇ ʙᴏᴜᴛɪǫᴜᴇ (@boutiquewe) on

Pegando carona na situação que viralizou, uma internauta que também se chama Andreia Assis tirou sarro da situação e também ganhou seus minutos de fama na internet. A homônima usou a função Stories de sua conta do Instagram para mostrar a própria testa e exigir a tal bolsa sorteada.

Confira:

Comente com o Facebook
asa branca internação (je)

Asa Branca é transferido após esposa apontar agressão em hospital

joão guilherme

João Guilherme chama mulher de ‘peixe-boi’, é detonado e pede desculpas