in ,

Suposta nota mil na redação do Enem vira caso de polícia

Igor Kleyverson chegou a ser homenageado por ter tirado nota máxima, mas na verdade tirou 680

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O mundo acadêmico brasileiro se viu envolto em uma trama digna de detetive nesta semana. O epicentro dessa história? Uma suposta nota perfeita no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2023, que levou a Polícia Civil de Pernambuco a abrir um inquérito.

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

A notícia de que Igor Kleyverson – um jovem de 23 anos residente de Escada, em Pernambuco – teria atingido a cobiçada nota mil na redação do ENEM se espalhou rapidamente, colocando o estudante em destaque nas redes sociais.

Este feito o colocaria entre os únicos 60 privilegiados em todo o Brasil a alcançar tal marca. Entretanto, esse momento de glória foi breve.

Na quarta-feira (17), veio à tona uma descoberta que mudou completamente o rumo dos acontecimentos: a nota real de Igor na redação, conforme registrada na página do Participante do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), é de 680.

Esta revelação o excluiu do seleto grupo de dois pernambucanos que haviam conquistado a pontuação máxima na redação do ENEM, sendo a outra a professora Lilían Carvalho.

A Polícia Civil de Pernambuco, sem entrar em maiores detalhes, confirmou que está investigando o caso ocorrido no bairro do Viradouro, em Escada, e que diligências já foram iniciadas para completa elucidação do caso“.

Até a última atualização desta matéria, nenhum outro estudante veio a público reivindicar a conquista da nota máxima na redação do ENEM 2023.

Veja também:
Avião faz pouso de emergência após piloto desmaiar a bordo

Este caso se transformou em um verdadeiro enigma, mantendo o público e as autoridades em suspense.

Enem
Foto: Divulgação

Quem é Igor Kleyverson? 

O jovem pernambucano Igor Kleyverson encontra-se no centro de uma controvérsia envolvendo sua pontuação no ENEM 2023.

Sua história, iniciada com uma celebração e rapidamente transformada em mistério, chama atenção nacional.

O caso veio à tona quando o Fábrica Concurso, curso preparatório frequentado por Igor, divulgou nas redes sociais a impressionante nota do estudante.

As publicações foram feitas logo após a divulgação dos resultados do exame, na terça-feira (16).

A situação tomou um rumo inesperado quando, na noite de quarta-feira (17), Igor veio a público através de um vídeo no Instagram.

Com uma declaração surpreendente, ele sugeriu a possibilidade de ter sido vítima de um hacker ou de um erro no sistema do Inep, lançando dúvidas sobre a veracidade de suas notas.

Esclarecimentos do Inep sobre o Enem

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), por sua vez, se pronunciou sobre o caso.

Em nota oficial, informou quea base de dados com os resultados das redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023 é a mesma desde a publicação no ambiente de administrador da Página de Participante, que ocorreu em 15 de janeiro de 2024 para a divulgação realizada no dia seguinte”.

Igor Kleyverson apresentou capturas de tela mostrando as notas antes e depois da alegada alteração.

Não apenas a nota da redação diferia, mas também as pontuações nas áreas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, e Matemática, que apresentaram aumentos significativos.

Veja também:
Barata morde? Homem acorda com hematomas 'inexplicáveis' no rosto

Com a suspeita de que Igor poderia não ter alcançado a nota máxima, o diretor do Fábrica Concursos agiu rapidamente, removendo as publicações que homenageavam o estudante.

Em nota, o curso declarou: “Ao serem apurados todos os fatos, e sendo provado qualquer fato contrário fora da lei, tomaremos as medidas cabíveis“.

Além disso, o curso afirmou estar revendo seus métodos de verificação de notas para prevenir futuros equívocos, mudando a prática de aceitar apenas fotos das notas enviadas pelos estudantes.

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

Jovem relata desclassificação do Enem por ajudar idoso com prova e vídeo viraliza

Em Destaque

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Lázaro Ramos

Lázaro Ramos desmaia e é socorrido por Taís Araújo

morre sentado

Homem morre sentado enquanto aguarda atendimento em hospital