in , ,

Perturbador: mulher dá à luz estando por quase 10 anos em estado vegetativo

Imagine o susto que os cuidadores levaram quando ela entrou em trabalho de parto

É possível ter uma ideia do susto que os cuidadores de uma mulher que estava em estado vegetativo há quase 10 anos tiveram quando ela entrou em trabalho de parto. O caso aconteceu em 2018.

  • Alexa, Echo, Kindle e Fire TV? Todos os dispositivos Amazon com ofertas exclusivas e opções de FRETE GRÁTIS! Confira agora!

A história, apesar de improvável, não tem nada de milagroso ou absurdo: a jovem foi vítima de abuso sexual por parte de algum dos funcionários da Phoenix Hacienda HealthCare, clínica onde estava internada.

Veja também:
Em coma há 21 anos, mulher pode ser criança que desapareceu em 1976

Parto em estado vegetativo

No dia 29 de dezembro daquele ano, a paciente começou a emitir pequenos gemidos, colocando em alerta a equipe da clínica localizada na cidade de Phoenix, no estado americano do Arizona.

Quando os funcionários chegaram, se deram conta de que ela estava entrando em trabalho de parto. O bebê nasceu saudável, mas a história continua confusa, principalmente quando sabemos que a mãe está em estado vegetativo há quase 10 anos.

A clínica faz parte de uma rede de 40 unidades, comandadas por uma organização sem fins lucrativos (Ong).

Na época, a administração emitiu um comunicado onde afirma estar colaborando com as investigações da polícia, além de estar instruindo seus colaboradores a trabalharem com novos protocolos de segurança no tratamento com os pacientes.

O governador do Arizona, Doug Ducey, também manifestou sua indignação com o caso na época. O bebê continua saudável e a mulher ainda está em estado vegetativo.

Veja também:
Ucrânia: homem pelado para o trânsito, é nocauteado por motorista e vídeo viraliza

Confiança quebrada

Karina Cesena é mãe de uma outra paciente internada na Phoenix Hacienda HealthCare.

Sua filha sofreu danos cerebrais em um acidente e não consegue mais falar ou andar, embora consiga compreender o que acontece a sua volta e responda “sim” ou “não” com movimentos simples. Cesena afirma que não confia mais na clínica após o caso de abuso sexual.

Outros familiares de pacientes mostraram opiniões similares e eles têm motivos. Em 2013, uma situação parecida ocorreu, porém o abuso não foi consumado e o funcionário responsável foi identificado e detido.

  • Alexa, Echo, Kindle e Fire TV? Todos os dispositivos Amazon com ofertas exclusivas e opções de FRETE GRÁTIS! Confira agora!
Veja também:
'Me senti estuprada', relembra Mariana Ferrão sobre parceiro no 'Dança dos Famosos'

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

homem pelado

Ucrânia: homem pelado para o trânsito, é nocauteado por motorista e vídeo viraliza

Lídia Luiza teste de fidelidade

Mulher aposta R$ 500 e contrata blogueira para ‘teste de fidelidade’ no noivo