in ,

Vídeo: pré-candidato a vereador em Minas Gerais é morto a tiros após live

Cássio Remis fazia live para denunciar obra no município, secretário de obras é o principal suspeito do crime

Um pré-candidato a vereador da cidade de Patrocínio (MG) foi morto a tiros na tarde desta quinta-feira (24), após ter a live que fazia interrompida pelo secretário de obras do município. As informações são dos portais ‘Uol’ e ‘G1’.

Na transmissão, Cássio Remis (PSDB) denunciava uma obra da prefeitura quando foi interrompido pelo secretário Jorge Marra (DEM), que chegou em uma caminhonete e tomou o celular do pré-candidato.

Depois, Remis foi até a secretaria de obras para reaver o aparelho, momento em que foi atingido por seis disparos, sendo cinco na região da cabeça, e morreu no local.

A Polícia Civil compareceu ao local e logo realizou os primeiros levantamentos. Jorge Marra é considerado o principal suspeito do crime e está foragido.

Jorge é irmão do atual prefeito de Patrocínio, Deiró Marra (DEM), que era rival político de Cássio Remis.

A Prefeitura de Patrocínio declarou luto oficial de três dias. Jorge Marra deve ser exonerado do cargo de secretário de obras ainda nesta sexta-feira (25).

Em coletiva de imprensa realizada no final da tarde de quinta-feira, Deiró Marra lamentou a morte do pré-candidato e espera que os fatos sejam apurados.

“Esperamos que todos os fatos sejam elucidados e apurados de forma transparente pelas polícias, com a mais absoluta isenção de tudo isso. É um fato que choca todos nós.”, disse.

Marra também disse que tinha diferenças políticas com Cássio Remis, mas que sempre ficaram restrito ao campo do debate e se solidarizou com a família do pré-candidato.

Veja também:
Glee: morte de Naya Rivera reacende crença sobre maldição da série; entenda

“Digo aqui que todas minhas diferenças de campo político sempre foram resolvidas através do debate, jamais tive qualquer atitude fora desse campo. Infelizmente não conheço e não sei de nenhum fato e de nenhuma ação que culminou nessa tragédia, mas posso aqui externar minhas condolências à família do vereador Cássio Remis“, afirmou.

Marra também afirmou que não tem informações do paradeiro do irmão.

Cássio Remis tinha 37 anos e era advogado. Ele foi eleito vereador pela primeira vez em 2008, com apenas 25 anos. Em 2012, foi reeleito e chegou a presidir a Câmara de Patrocínio entre 2013 e 2014.

Nas eleições de 2016, Remis disputou a Prefeitura de Patrocínio, mas perdeu para o próprio Deiró Marra.

Em imagens de câmeras de segurança, é possível ver o momento em que o político foi baleado. Assista:

Comente com o Facebook
Padre Juarez

Padre Juarez cai na risada após ver colega incorporando a cantora Joelma

Pablo Escobar

Sobrinho de Pablo Escobar encontra US$ 100 milhões escondidos na parede