in ,

‘BBB 20’: jovem faz sérias acusações contra Pyong e diz que foi chantageada por ele

A comissária de bordo diz que viveu uma situação horrível envolvendo o ilusionista e hipnólogo

A comissária de bordo Débora Welker acusou o participante do ‘BBB 20’ Pyong Lee de chantagista. Ela fez uma série de vídeos e compartilhou através de seus stories no Instagram contando a história de quando eles se conheceram e acabaram se envolvendo. Débora disse mais. Ela o chamou de mentiroso, falso e sem caráter.

Débora, que é brasileira mas vive em Dubai, contou que ela conheceu Pyong, vulgo Jaime, em uma festa e eles acabaram ficando. Ele foi muito bonzinho e atencioso com ela. Disse que queria namorar sério e ela acabou caindo no papo dele. Contudo, tempo depois ele disse que estava na hora de contar uma coisa para ela.

Ele, então, disse que na verdade já tinha uma namorada. Ela ficou brava com a situação e questionou o motivo dele não ter contado antes que era comprometido. Débora afirmou que Pyong disse: “Mas a gente vai continuar ficando”.

No meio do desabafo, Débora conta que ficou chateada por ter sido enganada por ele, e disse que não continuaria ficando com um homem comprometido. “Falei que ele deveria ter me falado isso antes. E disse: “Sem caráter. Eu não vou ficar com um cara que tem namorada. Enfim, não fiquei mais com ele”.

Passou cerca de dois meses e ela foi em outra festa. Lá ela se interessou por um homem e ficou com ele. Algum tempo depois, ele disse que estava com um amigo. Quando ele apareceu, para a surpresa de Débora, o amigo era o Pyong. “A gente fingiu que não se conhecia e ele esperou o menino ir no banheiro. Pedi a ele fazer o favor de não contar para o amigo dele que já tínhamos ficado e que não foi nada de mais”, disse Débora.

Mas depois do pedido da comissária de bordo, veio a chantagem por parte de Pyong. “Ele falou que não falaria nada para o amigo, mas disse: ‘Você vai ter que continuar ficando comigo’. Tipo, ele me chantageou pra continuar saindo com ele. Para ele não contar para o amigo dele que a gente já tinha ficado. Eu falei pra ele: ‘Você é maluco?'”.

Débora continuou negando qualquer envolvimento com Pyong, mas algum tempo depois o amigo terminou com ela por mensagem e a bloqueou de todas as redes sociais. “Eu não tenho a menor ideia da história que ele inventou para o amigo dele para o cara parar de ficar comigo”.

No vídeo publicado no Instagram, as queixas de Débora sobre Pyong não pararam por aí. “Ele não é sem caráter para relacionamento. Ele é uma pessoa arrogante que humilha os outros. Ele é o tipo de pessoa que trata o garçom mal. Só que ele é inteligente e manipulador. Ele é um ator nato. Sei acha porque tem dinheiro. Se acha o famosão. Mano, ele é uma pessoa insuportável. Resumindo, meu dia está sendo perfeito. A mascará do Jayme caiu”, afirmou.

A coluna do portal ‘UOL’ do Leo Dias procurou a assessoria de Pyong Lee para que eles se pronunciassem sobre o vídeo da comissária de bordo. O assessor do participante do BBB disse que desde a última festa do reality, no último sábado (8), Pyong vem recebendo uma série de ataques. Mas ele já se desculpou por sua postura controversa. Na ocasião, Pyong bebeu demais e tentou ficar e encoxou a médica Marcela mais de uma vez e apalpou a bunda de Flayslane.

“Nosso ponto é que o Pyong, por estar confinado no BBB20, infelizmente não pode se defender pessoalmente. O que facilita o surgimento de acusações e acusadores. Principalmente por ser um programa de muita audiência. Mas nós conhecemos ele e a família profundamente, a ponto de sinceramente acreditarmos que esse episódio não é condizente com a personalidade e caráter do Pyong Lee”.

“Quando esses assuntos aparecem, nos chamam a atenção. E a gente faz questão de apurar com a família, amigos, gente do convívio diário do Pyong, até para evitar sermos surpreendidos por qualquer desdobramento”, disse a assessoria do brother.

Sobre a fala de Débora Welker o assessor disse que o curioso é que o fato aconteceu há cerca de 4 anos, mas ela só decidiu expor agora. “Especificamente sobre o caso em questão, vale ressaltar que o Pyong é uma figura pública já há alguns anos – desde antes de entrar no programa. E esse assunto só surgiu agora, sendo que a alegação é que o episódio tem 4 anos. Lamentavelmente, o Pyong só poderá se manifestar sobre quando sair da casa do BBB. O que a gente espera que seja só após a final”.

De acordo com a coluna de Leo Dias, ao procurarem Débora para que ela falasse mais sobre a chantagem feita por Pyong Lee, a comissária de bordo contou que várias meninas apareceram contando histórias parecidas vividas com o hipnólogo.

Uma das meninas disse assim: “Passei por uma história muito parecida com ele. A gente ia ficar, mas consegui descobrir antes que ele namorava. Ele falou para ela que gostou dela, que queria namorar, mas no fim das contas ele tinha namorada”. Ou seja, segundo relatos é comum Pyong trair namoradas. “Resumindo, ele trata as mulheres como lixo, como ninguém”, acusou Débora à Coluna.

Questionada sobre sua própria exposição ao decidir falar abertamente sobre o hipnólogo, Débora disse que não tem medo. “Daqui para frente só vão surgir mais e mais histórias, pode apostar. O que os outros dizem sobre mim não me importa. Eu sei quem sou”, afirmou.

Confira o vídeo do relato de Débora Welker:

Veja também:
Esposa de Pyong quebra silêncio sobre ele ter tentado beijar Marcela no 'BBB 20'

Comente com o Facebook
boca rosa

Agora no ‘BBB 20’: Boca Rosa pode ter pedido para sair do reality show

boechat

‘Um ano sem ele’: viúva de Ricardo Boechat relembra o marido e o homenageia