in ,

Cliente assedia funcionária de lanchonete e recebe espetinho cru em casa

O caso aconteceu em Porto Velho (RO), caiu na web e chamou a atenção nas redes sociais

Fotos: Reprodução/Instagram

Uma situação extremamente constrangedora aconteceu na cidade de Porto Velho, capital de Rondônia, nos últimos dias. Uma funcionária de uma lanchonete estava atendendo a um cliente através do WhatsApp quando foi assediada por ele. O dono do estabelecimento, então, resolveu dar uma lição inusitada no homem.

Tudo começou quando Gabriela Tavares, a funcionária da ‘Kverna do Urso Espetinhos’ – e esposa do proprietário – entrou em contato para questionar ao cliente sobre o ponto da carne que ele gostaria.

“Boa noite, moço. Sou a Gaby, daqui da Kverna do Urso. Te ajudei a realizar o pedido agorinha. Porém, esqueci de te perguntar o ponto que gosta dos seus espetinhos de coração de galinha e das asinhas”, escreveu ela.

Veja também:
'Bactéria FDP': homem cria funk hilário para xingar coronavírus e viraliza na web

Foi então que o cliente achou de bom tom responder à funcionária fazendo insinuações de cunho sexual. “Olha, linda, se a galinha tivesse uma voz suave e gostosa como a sua, poderia ser até ‘crua’, se é que você me entende”, escreveu.

Com emojis com cara de susto, a mulher demonstrou constrangimento com a fala do cliente – mas ele prosseguiu. “Vou deixar você escolher o ponto pra mim, tá? Tenho certeza que você sabe o ponto certinho que eu gosto”, escreveu o homem.

Algum tempo depois, o cliente foi surpreendido com o estado que seu pedido chegou. Os dois espetos estavam completamente crus – da forma como ele havia solicitado.

Ele logo recorreu ao WhatsApp para reclamar. “Que por** é essa? É sério isso? Cadê o dono dessa mer** dessa empresa?”, disse, revoltado.

O proprietário da lanchonete, Jeferson Tavares (mais conhecido como Urso), decidiu responder ao cliente assediador.

“Oi, eu sou o dono. Fico feliz que tenha recebido seu pedido conforme solicitou. Reza a lenda que essa galinha, antes de morrer, falou pó pó pó, com a voz suave e gostosa, se é que você me entende”, disse.

“Vai à mer**, sabia que eu paguei por esse pedido? A Saúde Pública vai saber disso, pode ter certeza”, rebateu o cliente indignado.

Veja também:
Viralizou! Idoso é flagrado fugindo do isolamento e brincando de carrinho de rolimã

O proprietário informou que cancelou o pagamento e ainda continuou: “Eu só queria que você soubesse que deve ter respeito pelas mulheres. A forma escrota e nojenta como você tratou minha colaboradora é o retrato lamentável do ser humano. Você deveria ter vergonha de existir. Quer que eu busque o prato de volta? Vou aí na sua residência em cinco minutos com a polícia e te fazer responder por assédio”.

Com capturas de tela da tal conversa no WhatsApp tendo sido publicadas nas redes sociais, a história acabou viralizando e o dono da ‘Kverna do Urso Espetinhos’ foi muito elogiado por sua atitude.

Questionado se ele agiu assim somente porque a funcionária é sua esposa, ele respondeu: “Gente, não é porque ela é minha esposa e sim porque ela é mulher. Quantas mulheres passam por isso todos os dias?”.

Veja as capturas de tela da conversa entre a funcionária e o cliente:

Foto: reprodução / WhatsApp
Foto: reprodução / WhatsApp

Foto: reprodução / WhatsApp

Confira um vídeo compartilhado pelo dono da lanchonete agradecendo o carinho das pessoas e falando sobre o caso:

Veja também:
Mulher viraliza após sair de casa dentro de bolha plástica com medo do coronavírus

Comente com o Facebook
rafa kalimann

Família de Rafa Kalimann não deixou que ela assistisse ao ‘BBB 20’

gugu

Filhas gêmeas de Gugu perdem ação que moveram contra a tia na Justiça