in , ,

Aos 10 anos de idade, filho de Eliza Samudio e Bruno também é goleiro

Avó conta que Bruninho interessou-se pelo futebol e pela posição muito antes de saber de quem era filho

O pequeno Bruninho tem uma trágica história de vida: ele é filho da modelo Eliza Samudio, violentamente assassinada pelo goleiro Bruno em 2010. Agora, aos 10 anos de idade, ele aparenta ter herdado o dom do pai para o futebol.

Treinando em uma escolinha da cidade de Campo Grande (MS), o pequeno também é goleiro. As informações são do jornal ‘Extra’.

Veja também:
Jogadores do Rio Branco, equipe do goleiro Bruno, são vítima de intoxicação alimentar no PA

Ele já coleciona títulos em campeonatos estaduais sub-12 e tem chamando atenção de olheiros, entre eles, Jaime Marcelo, ex-empresário de Bruno, que esteve com o menino e seus responsáveis em São Paulo, querendo investir no futuro dele como atleta.

“Desde o rompimento com Bruno, acabei estreitando os laços com a Sônia [avó]. Com isso, nasceu uma amizade forte e uma afeição pelo Bruninho. Ele tinha um torneio para disputar em São Paulo, e acabamos edificando não apenas amizade, mas meu apoio ao Bruninho para um futuro como atleta”, diz o empresário.

A avó Sônia revelou, também ao jornal, uma informação curiosa: Bruninho interessou-se pelo futebol e pela posição de goleiro muito antes de saber de quem era filho – aos 8 anos. Foi apenas em 2020 que ela contou toda a história para a criança.

“Foi uma coisa inconsciente, nasceu dele, e não influência do pai. A mãe dele também foi goleira por dez anos. Quando ele falou que queria ser goleiro, o levei a uma escolinha para uma aula experimental. No final do treino, o preparador disse que ele era um goleiro nato, que só precisava de treinamento”, disse ela.

“Ele leva jeito. Tem uma altura muito boa e é extremamente apaixonado pelo que ele faz. Se eu pudesse escolher, não gostaria que ele fosse jogador de futebol, mas é a escolha dele, é a paixão dele, a vida é dele. Demorei um tempo para aceitar isso. A minha psicóloga falou que a gente não escolhe o que o outro quer ser, que temos que aconselhar e apoiar”, conta também.

Atualmente, Bruninho não tem contato com o pai e nunca demonstrou interesse em conhecê-lo.

Relembre o caso

Em 2009, Bruno (que era casado com outra mulher na época) e Eliza Samudio tiveram um caso e ela engravidou do goleiro. A partir daí, os dois entraram em atrito inúmeras vezes e o atleta chegou a exigir que ela fizesse um aborto e também a agrediu em uma ocasião.

Em junho de 2010, pouco tempo após o nascimento de Bruninho, Eliza foi mantida em cárcere privado no sítio do goleiro, em Minas Gerais, e foi morta por estrangulamento. Em seguida, seu corpo foi esquartejado e segundo Bruno, os restos mortais foram jogados para seus cachorros.

O atleta foi condenado a 17 anos e seis meses de prisão em regime fechado pelo assassinato de Eliza Samudio, e mais três anos e três meses pelo sequestro e cárcere privado do filho. Bruno já conseguiu a progressão da pena e está em regime semiaberto desde julho de 2019.

Por conta da progressão, Bruno chegou a ser contratado por algumas equipes de futebol, que tiveram de desistir do negócio após pressão de patrocinadores e parte da torcida. O caso mais notório foi o do Boa Esporte, de Varginha, time pelo qual o goleiro chegou a atuar em cinco partidas em 2017, mas teve de voltar à prisão após ter seu habeas corpus revogado pelo STF.

Bruno foi contratado recentemente pela equipe do Rio Branco, uma das principais equipe

Mãe de Eliza Samudio diz que já revelou a verdade para Bruninho, filho do goleiro Bruno

Comente com o Facebook
Lays Paz-influenciadora garota de programa capa

Lays Paz: jovem ganha seguidores por compartilhar vida como garota de programa

gugu

Maria do Céu gostaria de conhecer quem recebeu os órgãos de Gugu