in ,

Equipe da Globo é impedida de gravar e ameaçada por criminosos armados

O repórter falava sobre um tiroteio que aconteceu na cidade, quando foi surpreendido pelos homens

Foto: Reprodução/TV Globo

A semana começou com violência na cidade de Serra, no Espírito Santo. Na manhã desta terça-feira (2), profissionais integrantes de uma equipe de reportagem da afiliada da TV Globo, a TV Gazeta, foram ameaçados por criminosos armados que mandou que eles colocassem fim nas gravações que estavam fazendo no local.

O repórter Diony Silva estava no meio de um link, ao vivo, no telejornal matutino ‘Bom Dia ES’, diretamente do bairro Planalto Serrano, quando a equipe foi abordada pelos bandidos.

O jornalista falava sobre um intenso tiroteio que havia acontecido naquela região durante a madrugada, e a falta de transporte público no bairro depois da movimentação.

Os homens armados se aproximaram da equipe de filmagem da Globo e disseram, com agressividade:

“Apaga tudo que vocês filmaram. Se eu ver saindo qualquer coisa no jornal vai ser pior para você. Apaga tudo e mete o pé”.

O cinegrafista captou a imagem de um dos criminosos. O repórter, na hora, interrompeu a entrada ao vivo. Os criminosos saem de moto e um barulho de disparo de arma de fogo é escutado. Ninguém ficou ferido.

Confira o momento no vídeo:

“Até esse ponto em que a gente estava, nós não acreditávamos que fosse inseguro porque o problema havia acontecido na parte mais alta do bairro e os ônibus estavam fazendo retorno ali. A gente acreditou que ali estivesse mais tranquilo, mais seguro”, afirmou o repórter Diony Silva, durante o telejornal.

Veja também:
Ratinho polemiza ao pedir intervenção militar, 'limpeza' de mendigos e fuzilamento de presos

Em nota, a Rede Gazeta lamentou o episódio de violência sofrido pelas equipes de reportagem.

“Também se solidariza com todos os cidadãos que, dia após dia, se veem reféns da criminalidade e da ousadia de bandidos. A Rede Gazeta destaca, ainda, que segue um código de conduta para preservação de seus funcionários. O nosso jornalismo não se intimidará com este episódio e continuará atuando, com precisão e equilíbrio, a favor da sociedade”.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), também se manifestou sobre o caso nas redes sociais:

“Lamentamos profundamente episódio ocorrido com moradores e equipes de TVs ameaçadas por criminosos hoje na Serra. Não há espaço para esses atos no ES. Mobilizamos nossas forças segurança para identificação/punição dos responsáveis. Trabalhamos incansavelmente para redução da violência”. 

Sobre o tiroteio, tema que motivou a ida da equipe de reportagem até o bairro, a Polícia Militar declarou: “São jovens inconsequentes e irresponsáveis. É inaceitável a imprensa ser agredida. Ameaçada. É descabível isso acontecer. Nós vamos continuar atuando para evitar que isso aconteça. Queremos identificar os bandidos que fizeram essa covarde ameaça”.

Repórter da Globo corre atrás de entrevistado que foi ‘embora’ com microfone

Comente com o Facebook
danilo gentili

Danilo Gentili sugere ‘surra’ em deputados e pode ser preso por isso

Foto: reprodução / Instagram

Yudi Tamashiro revela que frequentava prostíbulos na adolescência