in , ,

Homem escala prédio para salvar bebê pendurado em varanda de prédio

‘Homem-Aranha’ da vida real é imigrante do Mali e, após ato heroico, será naturalizado francês e ganhará emprego no Corpo de Bombeiros de Paris

O mundo real também pode ter heróis – ao menos é o que mostra um vídeo que começou a circular na internet no último domingo (27).

Mamoudou Gassama, um homem de Mali que vive em Paris, estava em seu apartamento quando viu um bebê de quatro anos pendurado na varanda do prédio alguns andares acima. Ele então não hesitou em escalar as paredes até alcançar a criança.

O bebê foi salvo rapidamente e o momento foi filmado. O fato ocorreu no sábado (26), por volta das 20h na 18ª Arrondissement de Paris, de acordo com o The Independent.

Após o resgate, a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, chamou Gassame de ‘o Homem-Aranha da 18ª” nas redes sociais, e o agradeceu pelo “ato de coragem”. Ela ainda falou que seu ato heroico é um “exemplo para todos os cidadão e que a cidade de Paris vai, obviamente, ser muito gentil e apoiá-lo em seus esforços para se manter na França”, de acordo com a CNN.

Assista ao momento abaixo:

Naturalização e emprego

Após o ato heroico, Mamoudou Gassama será naturalizado francês, anunciou na segunda-feira (28), o presidente da França, Emmanuel Macron. Ele estava no país em situação ilegal.

“Todos os papéis vão ser regularizados”, disse Macron durante uma conversa com o jovem malinês, divulgada em sua página no Facebook. O presidente também lhe propôs iniciar os trâmites para obter a nacionalidade francesa, o que Gassama aceitou.

“Não pensei em nada, pensei em salvá-lo e, graças a Deus, o salvei”, afirmou o jovem, que chegou a França em setembro de 2017. “É uma ação excepcional, um ato de heroísmo. Eu queria poder tomar uma decisão excepcional com você”, afirmou o presidente a Gassama visivelmente emocionado.

Veja também:
Sem receber atenção, menina de 4 anos perde a paciência e joga celular do pai no mar

Macron explicou que esta é uma exceção, pois um migrante que não é demandante de asilo não deveria ter a situação regularizada. “Não podemos dar (a documentação) a todos os que vêm do Mali, de Burkina (Faso). Quando estão em perigo recebem asilo, mas não por razões econômicas”, disse. “Mas no que o envolve, você fez algo excepcional. Embora não tenha pensado, foi um ato de coragem e de força que merece a admiração de todos”, disse o presidente.

Mamoudou Gassama, que se unirá ao serviço cívico dos bombeiros, não escondeu a emoção. “É a primeira vez que recebo um troféu como este”, disse, em referência ao diploma e à medalha que recebeu por um “ato de coragem e abnegação” que recompensa “toda pessoa que, em perigo de vida, socorre uma ou várias pessoas em perigo de morte”.

Comente com o Facebook
feedclub eliana

Com medo de morrer, Eliana diz que fez testamento antes de filha nascer

feedclub gracyanne barbosa

Gracyanne Barbosa estoca ovos durante greve dos caminhoneiros