in ,

Homem leva tiro na testa, cai da moto e simplesmente vai para casa dormir

Caso bizarro chocou a população da cidade; neurocirurgião explica como isso foi possível

Uma história bizarra que aconteceu no último sábado (4) chocou a população de Araguaína, no Tocantins. Um homem estava dirigindo sua moto pela Rua Camboriú, quando simplesmente levou um tiro na testa, caiu da moto e foi para casa dormir.

  • Alexa com mais de R$ 100 de desconto!!! Com opção de FRETE GRÁTIS!!! E a melhor parte: experimente por 30 dias e DEVOLVA se não curtir o produto! Confira clicando aqui.

Sem notar que estava gravemente ferido, ele não procurou ajuda médica e foi para casa descansar, como se nada tivesse acontecido.

O SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) só foi chamado algum tempo depois, quando a mãe dele viu manchas de sangue nas roupas do filho, percebeu o ferimento na testa dele e ligou pedindo ajuda.

Veja também:
Mulher é presa em flagrante após atacar família em metrô: 'negros fedidos'

De acordo com a Polícia Militar, quando os agentes chegaram na residência o homem estava sentado em uma cadeira com um ferimento na testa do qual escorria um líquido que parecia ser massa encefálica.

O mais inusitado é que apesar da gravidade da situação, a vítima estava consciente e lúcida.

Ele, que tem passagem pela polícia por envolvimento com drogas, até contou aos policiais quem havia feito o disparo que o atingiu. Após buscas na região, a PM não não conseguiu localizar o suspeito pelo tiro na testa.

O rapaz ferido foi levado ao Hospital Regional de Araguaína, que não informou à imprensa detalhes sobre o estado de saúde dele ou sobre alta médica.

Até a até a manhã desta terça-feira (7), a Polícia Civil não havia sido procurada ainda pela vítima ou por algum familiar para registrar a ocorrência.

Veja também:
Cliente briga por cupom de desconto e dá um tiro em atendente do McDonald's

Sobreviveu a um tiro na testa

Por mais incrível que pareça, médicos explicam que lesão na cabeça pode não ser fatal.

Muitos fatores influenciam, como a área afetada pela bala de fogo, o calibre da arma, a distância entre o atirador e a vítima, além da posição do projétil no momento do disparo.

“É comum, mas também é muita sorte. Se entra em ângulo reto, entra no crânio, mas se a bala entra meio de lado, bate e desvia. Pode ter lesado as partes moles, a pele, e o crânio. Se pega só a parte frontal, a pessoa pode sair andando”, afirmou o neurocirurgião Antônio Sérgio Guimarães em entrevista ao ‘G1’.

Confira a bala que atingiu a vítima na testa:

Bala - Tocantins
Foto: Divulgação/PM

O médico explicou em detalhes os fatores mais importantes para um tiro na cabeça ser fatal.

“Primeiro do calibre, da energia do projétil, se está próximo ou muito longe e se o projétil entra no compartimento encefálico, se transfixa de um lado para o outro, o que é muito grave, ou se atinge um hemisfério só. A gravidade é menor mas também é grave. Depende muito do local que é atingido no crânio“, disse o neurocirurgião.

Veja também:
5 pessoas da mesma família são mortas a tiros dentro de casa em condomínio de luxo

Antônio Sérgio Guimarães ressalta que mesmo a vítima achando que se tratava se um ferimento leve, era importante buscar atendimento médico, pois o tiro poderia ter causado graves consequências, caso não fosse tratado.

“Pode ter fraturado o crânio. Toda fratura de crânio é potencialmente grave, então vai depender da intensidade, se é uma fratura cominutiva – quebra do osso em vários pedaços – uma fratura linear, fratura afundada. Tudo isso tem que avaliar. Ele pode sim ter complicações sérias em função de um trauma desses“, destacou o médico ao ‘G1’.

  • Alexa com mais de R$ 100 de desconto!!! Com opção de FRETE GRÁTIS!!! E a melhor parte: experimente por 30 dias e DEVOLVA se não curtir o produto! Confira clicando aqui.

Cliente briga por cupom de desconto e dá um tiro em atendente do McDonald’s

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Mulher racista - metrô

Mulher é presa em flagrante após atacar família em metrô: ‘negros fedidos’

Claudia Rodrigues - Adriane Bonato

Ex-empresária não responde pedido de casamento de Claudia Rodrigues