in ,

Marco Pigossi não ‘saiu do armário’ antes por exigência de Silvio de Abreu

Ator abre o jogo e expõe realidade tóxica vivida por atores gays na TV Globo: “era tudo uma violência”

Fotos: Divulgação/TV Globo

Marco Pigossi – que saiu do armário” recentemente ao se assumir gay aos 32 anos – resolveu contar detalhes de sua trajetória de autoaceitação em entrevista à ‘Revista Piauí’, lançada na primeira semana de janeiro. Ele fez duras críticas à TV Globo.

  • Volta às aulas 2022! Antecipe as compras escolares em até 10x sem juros, até 55% de desconto e frete grátis! Clique aqui.
  • Amazon Prime: frete GRÁTIS, filmes, séries e mais por R$ 9,90/mês. Assine agora!

O ator namora o cineasta e diretor italiano Marco Calvani já há algum tempo, mas contou na entrevista que passou anos precisando esconder quem ele realmente é, devido a opiniões preconceituosas de diretores da Globo.

Segundo Marco Pigossiera tudo uma violência na emissora carioca.

Veja também:
Marco Pigossi 'choca um total de 0 pessoas' ao assumir namoro gay

“Em 2010, o ano em que emendei ‘Caras & Bocas’ direto para a novela ‘Ti Ti Ti’, li uma entrevista do Silvio de Abreu, então diretor de dramaturgia da Globo, em que ele dizia que atores gays não deviam assumir sua sexualidade publicamente, pois as donas de casa e telespectadoras em geral enxergam o galã comomachão‘”, contou Pigossi à ‘Piauí’.

Na época, o autor de novelas deixou claro que seria prejudicial para um ator galã se assumir gay.

“Ele dizia que um ator assumido era um bobo‘, pois a revelação fatalmente prejudicaria sua carreira. Foi uma entrevista muito marcante para mim. Era uma declaração clara de que não era bem-vindo que um ator homossexual abordasse o assunto em público – e isso vinha da boca de uma figura de grande proeminência na emissora”, disse o ator.

Ainda de acordo com Marco Pigossi, o fato de não poder se assumir e viver livremente fazia muito mal para ele.

“Era tudo uma violência. Eu estava dentro da Globo, era um ator homossexual. Não era uma manifestação de respeito à sexualidade dos funcionários, além de ser intrigante do ponto de vista profissional: afinal, a vida pessoal de um ator vem antes da sua arte? Um gay assumido não tem capacidade para viver e interpretar um galã?, questionou Marco Pigossi.

Veja também:
Em campanha, Sérgio Marone tinha assistente exclusiva para 'ajeitar o produto'
Marco Pigossi
Foto: Reprodução/Instagram

Em entrevista à ‘Piauí’, o ex-galã da Globo disse também que tinha medo de ter seu desempenho enquanto ator cobrado pelos diretores, devido à orientação sexual.

“Eu vivia numa atmosfera de temor. Sonhei inúmeras vezes que os diretores da novela me chamavam no set para dar uma prensa, dizendo assim: ‘Pigossi, você precisa ser mais machão… Seu personagem está ficando gay‘”, disse.

A história vai de encontro a uma revelação de outro ator da TV Globo, Reynaldo Gianechinni, que também passou anos escondendo a sexualidade. Quando finalmente se assumiu, foi revelado que ele pediu autorização do alto escalão da emissora antes de tomar qualquer atitude.

Marco Pigossi teve crise de pânico

Marco Pigossi contou que namorou outro homem durante 8 anos e, morando na mesma casa, e sempre precisou esconder a relação.

Veja também:
Theo Becker diz que tentou ser gay, mas não teve sucesso na empreitada

Em 2012, surgiu o boato de que ele estava vivendo um suposto affair com outro ator da Globo, Rodrigo Simas, com quem contracenava em ‘Fina Estampa’. Na ocasião, ele chegou a ter uma crise de pânico.

“Quando estava no ar com a novela ‘Fina Estampa’, viajei para o Rio de Janeiro, onde faria gravações. Quando desembarquei no aeroporto, abri meu celular e li uma notícia: que eu estava tendo um relacionamento com um ator da mesma novela. Era mentira absoluta. Chegava a dizer que nós nos ‘pegávamos’ nos bastidores. Era tudo invenção, mas as pessoas acreditam no que querem acreditar. Eu fiquei travado ao ler aquilo”, revelou ele.

“Comecei a tremer e suar. Fui para o banheiro do aeroporto, me tranquei em uma cabine e comecei a vomitar. Liguei para meu parceiro, chorando. Eu dizia para mim mesmo que minha carreira tinha acabado. Não conseguia sair dali. Meu companheiro teve que pegar um voo de São Paulo ao Rio para me buscar. Fiquei horas trancado dentro da cabine, até ele chegar. A crise me deixou com sequelas. Passei a tomar antidepressivos e ansiolíticos. O pânico de sair do armário contra minha própria vontade ficou ainda maior”, recordou.

O ator assumiu em uma publicação nas redes sociais em novembro de 2021. Ele postou uma foto com o namorado, o italiano Marco Calvani, e brincou com o fato de todos já saberem que ele é gay. Marco Pigossi recebeu muito apoio de amigos e fãs na internet.

No último fim de semana, ele falou sobre a entrevista à Revista Piauí e declarou:

Não há nada como viver às claras. Ser em privado e em público o que se é. Hoje me sinto invencível. E desejo que você, você mesmo que está lendo, que ainda precisa se esconder, desejo que você se encontre e se sinta invencível também. Meu relato na Revista Piauí deste mês é sobre minha sexualidade, mas é também sobre existir. Que esse momento possa abrir caminhos”.

Veja também:
Sikêra Jr. faz RedeTV! perder patrociníos após chamar gays de 'raça desgraçada'

Veja fotos do ator Marco Pigossi com o namorado, Marco Calvani:

Marco Pigossi e namorado - Marco Calvani
Fotos: Reprodução/Instagram
  • Volta às aulas 2022! Antecipe as compras escolares em até 10x sem juros, até 55% de desconto e frete grátis! Clique aqui.
  • Amazon Prime: frete GRÁTIS, filmes, séries e mais por R$ 9,90/mês. Assine agora!
Veja também:
Datena comete gafe ao vivo ao tentar arrumar parceira para jornalista (mas ele é gay)

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Crime - 40 facadas

Horror! Jovem dá 40 facadas em homem e filma tudo para postar na internet

Batoré - Antonia Fontenelle

Antonia Fontenelle não perdoa nem os mortos: ‘Batoré era um covarde’