in ,

PM tem surto psicótico, dá tiros de fuzil para o alto e termina baleado

Com o rosto pintado com as cores da bandeira do Brasil, o soldado protestou contra as medidas de segurança da pandemia do coronavírus

Foto: reprodução / Redes Sociais

Wesley Soares Góes, policial militar de 27 anos, teve um surto psicótico na tarde deste domingo (28) em Salvador, na Bahia. Após apresentar perigo contra colegas policiais e moradores, ele foi baleado por agentes do BOPE e morreu na madrugada desta segunda.

Fardado e com o rosto pintado de verde e amarelo, cores da bandeira do Brasil, o PM invadiu o gramado em frente ao Farol da Barra armado com o fuzil e fez disparos para cima enquanto dizia palavras de ordem contra o isolamento social – medida necessária durante a pandemia do coronavírus.

Veja também:
Repórteres de Fátima Bernardes presenciam troca de tiros em plena luz do dia

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), o soldado provocou pânico entre os moradores da região ao apresentar descontrole emocional alternando momentos de lucidez com acessos de raiva – o que posteriormente foi classificado como um surto psicótico.

“Comunidade, venham testemunhar a honra ou a desonra do policial militar do estado da Bahia”, gritava ele. “Não vou deixar, não vou permitir que violem a dignidade e a honra do trabalhador“. 

Além de disparos para o alto, Wesley arremessou grades, isopores e bicicletas no mar.

O PM ficou por pouco mais de 4 horas no local e, quando os agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), que tentavam negociação perceberam que ele estava colocando a vida de pessoas em risco, dispararam pelo menos 10 vezes contra ele. 


De acordo com informações do portal ‘G1’, o PM foi socorrido, levado ao hospital e ficou intubado em estado grave por algumas horas, mas acabou morrendo. A família do policial disse que ele nunca tinha apresentado surto ou nada do tipo antes.

Wesley Soares Góes pertencia à 72º Companhia Independente de Polícia Militar de Itacaré, no sul do estado, há pelo menos 4 anos.

Veja também:
Pegadinha de falso roubo dá errado e jovem youtuber acaba morto a tiros

O comandante do Bope, major Clédson Conceição, disse que tudo o que a equipe fez foi para impedir um confronto.

Buscamos, utilizando técnicas internacionais de negociação, impedir um confronto, mas o militar atacou as nossas equipes. Além de colocar em risco os militares, estávamos em uma área residencial, expondo também os moradores”.

Jornalistas também levaram tiros

Jornalistas e outros profissionais da imprensa se juntaram nas proximidades do local – que é um dos pontos turísticos mais famosos de Salvador – para registrar o momento e acabaram atingidos por balas de borracha vindas de agentes da polícia.

Leia a nota da Polícia Militar sobre o ocorrido:

“A Polícia Militar lamenta profundamente o episódio que ocorreu neste domingo (28), no Farol da Barra, quando todos os esforços foram feitos por um final pacífico durante um possível surto de um PM. O Batalhão de Operações Policiais Especiais adotou protocolos de segurança e o policial militar ferido foi socorrido imediatamente pelo SAMU”.

O Sindicato dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba) divulgou uma nota dizendo quecondena veementemente o comportamento dos policiais envolvidos neste lamentável episódio”.

A instituição também afirmou que “não havia qualquer necessidade de agir daquela maneira pois os jornalistas estavam trabalhando e não representavam qualquer ameaça aos PMs ou à operação”.

A Polícia Militar respondeu, em nota, dizendo que respeita a liberdade de expressão e investigará o caso.

“A corporação tomou conhecimento ainda de um vídeo do momento em que a imprensa acompanha o fato e é interpelada por um policial militar. A instituição ressalta o respeito à liberdade de expressão e ao trabalho dos jornalistas. O fato será devidamente apurado“.

Nizo Neto fala sobre a morte do filho após ingestão do chá de Ayahuasca

Comente com o Facebook
Foto: reprodução / Instagram

Bizarro! Peito de fisiculturista se rompe por excesso de carga na musculação

juliette

‘Esse bonitão mesmo!’, diz Juliette sobre ficada com ator famoso no Carnaval