in ,

Preso pela morte do lutador de MMA confessa e revela detalhes do crime

Tauã da Silva, conhecido como 2B, confessou participação no assassinato de Diego Braga

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Uma história com final trágico ocorrida nesse início de semana no Rio de Janeiro chocou não apenas os fãs de MMA, mas todo o Brasil. Diego Braga Nunes, um lutador de MMA experiente de 44 anos, foi brutalmente assassinado, e os detalhes dessa tragédia foram revelados recentemente.

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

Nesta segunda-feira (15), o destino trágico de Diego se desenrolou após uma tentativa de recuperar sua motocicleta furtada.

O episódio aconteceu no Morro do Banco, Itanhangá, marcando a Zona Oeste do Rio com mais um evento de violência.

A reviravolta ocorreu na manhã seguinte, terça-feira (16), com a prisão de Tauã da Silva, também conhecido como 2B, um jovem de apenas 18 anos. Em um relato franco e detalhado, Tauã confessou sua participação no homicídio.

Ele contou à Polícia Militar que Diego foi ao local para negociar a devolução de sua moto e que, ao verificarem o celular do lutador, encontraram contatos de milicianos de Rio das Pedras e da Muzema. Em uma tentativa de fuga, Diego foi brutalmente capturado e assassinado.

Tauã, que foi encontrado em sua residência, e em posse de drogas, admitiu fazer parte do tráfico de drogas local.

Ele revelou ainda que, após o crime, seus comparsas fugiram da favela. O jovem foi encaminhado para a 16ª DP, na Barra da Tijuca, e a Delegacia de Homicídios da Capital já está a par da prisão.

Veja também:
Afinal, Sandra Annenberg era uma das passarinhas do Castelo Rá-Tim-Bum?
Diego Braga Nunes - criminoso preso
Fotos: Reprodução/Redes Sociais

Em um desdobramento angustiante, câmeras de segurança capturaram o momento em que os criminosos furtaram a motocicleta de Diego.

As imagens mostram a ação dos bandidos e o início de uma série de eventos que levaram ao trágico final do lutador.

Gabriel Braga, filho da vítima e também lutador, relatou a determinação do pai em recuperar sua moto. Diego chegou a compartilhar no Instagram o vídeo do furto, demonstrando sua resolução em encontrar o veículo.

Ele percorreu diversas comunidades, começando pela Tijuquinha e culminando no Morro do Banco, onde acabou sendo feito refém e, posteriormente, assassinado.

O lutador, proprietário da academia Tropa Thai, era uma figura respeitada e querida no mundo do MMA e outras artes marciais. A notícia de sua morte chocou a todos, levando ao cancelamento das aulas na academia na segunda-feira.

Este triste evento lança luz sobre a violência nas comunidades do Rio de Janeiro e deixa um legado de dor e perda no mundo do MMA.

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

Lutador sobe morro para recuperar moto roubada e acaba assassinado

Em Destaque

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Diego Braga Alves - lutador MMA

Lutador sobe morro para recuperar moto roubada e acaba assassinado

churrasco confraternização empresa - intoxicação

Um morre e 6 são internados após intoxicação em churrasco da firma