in ,

Após briga por política, Thiago Gagliasso não fala com o irmão Bruno há 1 ano

Irmãos protagonizaram grande escândalo público na época das eleições de 2018, envolvendo também Giovanna Ewbank

O ator e ex-‘A Fazenda’ Thiago Gagliasso revelou que está sem falar com o irmão, o também ator Bruno Gagliasso, há mais de um ano. Ele participou do ‘Programa Pânico’, da rádio Jovem Pan, nesta quinta-feira (12), e relembrou as desavenças políticas que culminaram em uma lavação de roupa suja em público na família.

Apesar das discordâncias e da briga, Thiago acredita que a situação seja temporária e que eles devem voltar a se entender um dia. Ele também comentou sobre a recente ida de Bruno para a Netflix, após 18 anos de contrato com a TV Globo.

Veja também:
Bruno Gagliasso assina com a Netflix e cita 'Surubão de Noronha' em vídeo

“Não estamos nos falando, mas isso é momento. Daqui a pouco volta. A polarização é tão bizarra que ele foi para a Netflix participar de uma série – e eu sou fã dele como ator e irmão -, e me perguntaram se eu não ia parar de assistir porque ele ia participar”, disse.

Na ocasião das eleições de 2018, Thiago Gagliasso usou sua voz pública para se declarar apoiador do então candidato Jair Bolsonaro, hoje presidente do Brasil.

“Eu não era fã do Bolsonaro. Nem conhecia tanto de política. Eu não entendia nada da hashtag ‘Ele Não’. Ele não e quem sim? […] E eu nunca vi meu irmão como um ator da ‘lacrosfera’. Porque ele é empresário, tem negócios, nunca vi ele posicionado dessa maneira. Então, na minha cabeça, bater na hashtag ‘#EleNao’ não significava bater nessa classe. Aí tomou uma dimensão bizarra”, comentou Thiago.

A confusão começou quando ele se envolveu em discussões com a cunhada Giovanna Ewbank, casada com Bruno e que também entrou na discussão em defesa da esposa. Sobre ela, a opinião de Thiago parece ser diferente e ele aparenta guardar mágoa. “Ela não tem liberdade nenhuma para falar assim comigo. Nunca foi minha amiga, segura essa onda”, afirmou.

Atualmente, Thiago Gagliasso possui um cargo dentro do governo do Rio de Janeiro e pensa, inclusive, em disputar alguma eleição no futuro. “Tenho que aprender mais, entender mais. Lá dentro você vê as coisas acontecendo e não acontecendo por tanta burocracia, dá agonia”, comentou.

Assista à entrevista completa:

Veja também:
Após 18 anos, Bruno Gagliasso decide não renovar contrato com a TV Globo

Comente com o Facebook
papai noel

Mulher aponta assédio de Papai Noel em shopping de Contagem contra a filha

carol dias

Ex-Panicat, Carol Dias vira especialista em finanças e diz que juntou R$ 3 mi