in , ,

TV Globo demite 40 jornalistas e uma delas xinga Bolsonaro na web

Enquanto funcionária da emissora, ela era proibida de fazer algum tipo de manifestação de opinião política

Poucos minutos após receber a notícia de que havia sido demitida de uma afiliada da TV Globo, a jornalista Priscila Guedes se deu conta de que não havia mais nenhuma obrigação e decidiu celebrar sua liberdade de maneira inusitada.

Acontece que, enquanto funcionária de uma afiliada da Rede Globo, a jornalista era totalmente proibida de fazer algum tipo de manifestação de opinião política, respeitando uma das principais regras no Departamento de Jornalismo da empresa.

A princípio, ela publicou uma foto do ex-presidente Lula em sua conta do Instagram, se posicionando contra sua prisão. Por fim, ela utilizou a função Stories para publicar um xingamento contra o atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

Veja:

jornalista bolsonaro (je)

Entenda

A TV Globo tem enfrentado duras penas em um dos estados mais bonitos do Brasil: suas afiliadas na Bahia estão vivenciando um período de grave crise na audiência, preocupando a grande cúpula da empresa no Rio de Janeiro. Ao contrário de boa parte do país, a Record TV tem conseguido emplacar bons números e derrotar a concorrente, que sempre foi líder.

Dessa forma, o cerco começa a apertar na Rede Bahia que é composta por diversos canais de televisão e emissoras de rádio. As primeiras e drásticas consequências já começaram a surgir e, apenas na semana passada, 120 funcionários foram desligados do grupo.

Na última segunda-feira (6), um novo susto: o machado cortou o contrato de 40 jornalistas da TV Oeste (da cidade de Barreiras) e TV São Francisco (da cidade de Juazeiro) – duas afiliadas que deixarão de exibir seus telejornais locais e passam a funcionar como repetidoras do sinal vindo de Salvador.

Veja também:
Cozinheiro empregado após 24h em fila de emprego pediu demissão em 1 semana

A verdade é que ninguém no mundo gosta de perder o emprego, principalmente sem nenhuma espécie de aviso prévio, não é mesmo? Após a notícia da demissão, começaram a pipocar nas redes sociais mensagens de despedidas dos jornalistas que foram desligados.

Entre elas, estava uma outra postagem que Priscila Guedes fez usando sua conta do Instagram. Ela era a âncora de um dos telejornais cancelados e escreveu um “textão” de gratidão pelos quase 5 anos que trabalhou na emissora.

Ela não perdeu a oportunidade, também, de frisar as dificuldades e “perrengues” que viveu durante esse período, que ela chegou a classificar como “insalubre”. “Foi uma escola. Tive grandes profissionais, grandes amigos e companheiros do dia a dia, dos perrengues… E que perrengues! A gente devia ganhar por insalubridade”, criticou.

Ela finalizou reclamando que, em sua última transmissão ao vivo, se despediu da maneira usual, como fazia todos os dias. Ela gostaria de ter tido a oportunidade de se despedir de uma maneira mais especial de seus telespectadores.

Como de costume, o público e os seguidores de Priscila rapidamente começaram a repercutir o caso na internet. Enquanto alguns comentaram em sua publicação endossando suas opiniões políticas e parabenizando a jornalista pelas manifestações, outros não gostaram nem um pouquinho e discordaram de tudo que ela disse, considerando as postagens como “falta de profissionalismo”.

Na última terça-feira (7), ela voltou a utilizar suas redes sociais para lamentar o fato de a demissão em massa da TV Globo ter se tornado uma notícia nacional. “Que ironia, viramos notícia. E das piores”, escreveu.

Veja também:
Contrainteligência: a estratégia de Michel Temer para confundir a Lava Jato

Depois de tanta repercussão, ela apagou todas as postagens citadas aqui e “trancou” sua conta do Instagram.

Comente com o Facebook
polvo vivo

Youtuber tenta comer polvo vivo, animal reage e ela se machuca

feedclub bolsonaro Weintraub ministro chocolate

Ministro usa chocolates para explicar bloqueio de recursos, mas erra a conta