in ,

Youtuber Dora Figueiredo publica vídeo relatando relacionamento abusivo

‘Nada que eu tenha feito justifica o jeito como eu fui tratada’, desabafou a jovem

A youtuber Dora Figueiredo compartilhou um relato revelando ter passado por um relacionamento abusivo recentemente em sua vida, sem citar nomes, em um vídeo publicado em seu canal na noite da última quarta-feira (17).

“Há um bom tempo aqui eu não consigo ser verdadeira nesse canal, porque eu passei por uma situação pela qual eu não imaginaria que eu seria capaz de passar, e pela qual até um tempo atrás eu achava que eu não tinha passado, que é o relacionamento abusivo”, desabafou.

Na sequência, Dora fez uma explicação sobre o fato: “O relacionamento abusivo começa de uma forma muito sutil. Normalmente eles te pegam em um momento de fragilidade e daí, então, começam a te idolatrar. Você acha que um relacionamento abusivo já começa com tapa na cara? Não, bebê.”

“Relacionamento abusivo começa lindo. É uma coisa linda, a pessoa te idolatra, fala que você é uma pessoa forte, uma mulher empoderada, uma mulher incrível, e aos poucos isso vai se perdendo no meio de algumas ‘dicas’ de como você poderia se comportar melhor”, prosseguiu.

Dora Figueiredo contou que seu ex-namorado tentava controlar diversas coisas em sua vida, como a quantidade de palavrões que ela falava, sua opinião sobre outras mulheres e até mesmo seu peso.

Ela ainda relembrou o “primeiro sinal”: “foi quando ele fez ‘shh! Aqui não é lugar pra você falar alto!’ Foi de um ‘shh! Você não pode falar alto nesse lugar’ para ‘você não pode falar na internet sobre feminismo’. Foi de controlar o volume da minha fala em certos ambientes até controlar o que eu falava na internet”.

Veja também:
Anos depois, Fani Pacheco revela quanto dinheiro ganhava após o BBB

Entre as situações descritas por Dora Figueiredo no vídeo, ela também relata uma ocasião em que deixou “garfo e faca em posições não paralelas” ao final de uma refeição, levando uma ‘bronca’ do parceiro.

“Ele meteu a mão no meu prato e falou: ‘você não tem respeito pela comida. É por isso que eu não como com você, que eu não cozinho com você, que eu não saio com você pra comer, porque você não tem educação'”, relatou.

A youtuber, que sofre de depressão e ansiedade, conta ter sofrido com frases negativas ditas pelo ex, como: “Você é a mulher mais fraca que eu já conheci. Tenho certeza que você nunca vai melhorar da depressão e eu não quero uma mulher doente do meu lado”.

Em outro momento, ao perguntar ao ex se ele ainda a amava, a resposta teria sido: “‘Dora, eu te odeio. Eu só estou com você porque eu gosto da sua cachorra e porque eu tenho medo de você me expor na internet’.”

“Fui desenvolvendo um medo crônico de fazer as coisas na minha vida. Tô há um tempão com muita dificuldade de sair na rua, andar na rua, sair com amigos, conhecer pessoas novas. Porque eu simplesmente tinha pavor”, lamentou Dora.

A youtuber ainda falou sobre a forma de lidar com as redes sociais enquanto vivia uma situação como essa: “Chegou o ponto em que eu simplesmente não aguento mais! Na internet a gente tem que estar o tempo todo bem e feliz, e as pessoas não fazem a menor ideia do que a gente passa, a menor ideia!

Veja também:
10 registros hilários de pessoas que começaram 2019 com um pé no azar

Dora Figueiredo ressaltou a importância de se comunicar com outras mulheres, especialmente as que já passaram por situações semelhantes em relacionamentos abusivos: “A partir do momento que eu comecei a falar, eu comecei a me unir com outras mulheres que passaram exatamente a mesma coisa. Comecei a parar de ter pesadelos gigantescos com essa pessoa. E parei de me culpar. Porque a partir do momento que eu falei eu consegui entender que a culpa não foi minha. Até um tempo atrás eu me culpava.”

“Eu não tô falando que eu sou a pessoa mais santinha, que eu sou um anjo, mas olha, eu realmente tive problemas muito graves de ansiedade e depressão durante esse relacionamento. Mas nada que eu tenha feito justifica o jeito como eu fui tratada. A forma como ele falava comigo e as coisas que eu ouvi”, afirmou.

“Eu não sou a mulher mais fraca que eu conheço. Eu vou superar, sim, a depressão, e vou arranjar alguém que me ame e que fique comigo porque me ame e não porque gosta da minha cachorra ou porque tem medo de eu expor essa pessoa na internet. Eu vou encontrar uma pessoa boa. Eu vou conseguir gostar de alguém de novo. Isso vai acontecer. Comigo e com você, que já passou por alguma coisa parecida”, concluiu.

Confira o desabafo de Dora Figueiredo sobre seu relacionamento abusivo:

Comente com o Facebook
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Grupo terrorista ameaça matar Bolsonaro, diz revista ‘Veja’

Foto: Divulgação / SBT / reprodução / Instagram

Maisa revela que sofreu bullying na escola por conta de piadas do ‘Pânico’