in ,

BBB 19: polícia vai esperar Paula sair da casa antes de intimá-la a depor

Correndo em sigilo, inquérito investiga declarações consideradas como racismo e intolerância religiosa

Constantemente se envolvendo em várias polêmicas dentro do reality show, os participantes do Big Brother Brasil 19 – muitas vezes – acabam se esquecendo que as suas ações podem gerar graves consequências. Esta edição já está batendo recordes de intervenções policiais na história do programa.

É o caso de um inquérito instaurado no mês passado pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância do Rio Janeiro (Decradi-RJ). Os participantes do programa da TV Globo estão sob investigação para apurar alguns casos de racismo que aconteceram na casa.

Veja também:
'Esse negócio de Oxum': Paula volta a fazer comentários polêmicos no BBB 19

A Polícia Civil informou que o processo correrá sob sigilo e que não poderia informar quais participantes estão sendo investigados. No entanto, no último dia 23, o delegado Gilbert Stivanello pediu à Globo para que sua equipe policial entre na casa para interrogar a participante Paula von Sperling Viana, de 28 anos.

Stivanello esclareceu que precisa tomar o depoimento da participante para “confrontar o que foi visto nos vídeos”. “Ainda há dúvida no fato de haver crime na fala dela e a conversa vai ajudar bastante a elucidar”, afirmou o delegado.

Seguindo a lógica do programa, isso significaria a expulsão automática de Paula, assim como aconteceu com o participante Vanderson, nos primeiros dias de confinamento. Relembre clicando aqui.

Agora, de acordo com uma informação apurada e divulgada pelo portal Uol, o Decradi decidiu esperar que Paula deixe a casa e, só então, irá intimá-la para depor.

Não se sabe quais foram as motivações para a mudança de procedimento, mas acredita-se que o delegado entrou em acordo após pedidos da emissora, na tentativa de evitar que informações externas afetem o andamento do reality show.

Eliminado do ‘BBB 19’, Maycon é intimado a depor por crueldade animal e zoofilia

Comente com o Facebook
suzano

Heroína! Merendeira conseguiu proteger e salvar 50 crianças na escola de Suzano

feedclub nova zelandia

Ataques a mesquitas matam dezenas na Nova Zelândia e tudo é transmitido na web