in ,

Cristiana Oliveira, eterna Juma de ‘Pantanal’, lança autobiografia aos 58 anos

Principal foco do livro recém-lançado são os problemas de autoestima e envelhecimento que ela enfrentou

Fotos: Reprodução/Instagram

Com a estreia do remake de ‘Pantanal na tela da TV Globo, a atriz Cristiana Oliveira voltou à mídia e tem tido seu nome citado por muitas pessoas que relembram de sua atuação como Juma Marruá na primeira versão da novela, exibida pela TV Manchete em 1990.

  • Epa! Livros de autoajuda a menos de R$ 10??? Lista de eBooks com até 70% de desconto! Não deixe de garantir a promoção clicando aqui e atualize sua lista de leituras. 

A atriz de 58 anos vem participando das gravações de vários programas de TV, podcasts, entre outras presenças e entrevistas concedidas para diferentes veículos de comunicação.

Recentemente, ela apareceu ao lado de Alanis Guillen, a nova Juma, e o encontro das duas deu o que falar na web.

Veja também:
Pantanal: encontro entre as Jumas movimenta web e emociona telespectadores

Aproveitando que está na boca do povo, Cristiana Oliveira acaba de lançar sua autobiografia, escrita em parceria com Larissa Molina.

Cristiana Oliveira: Versões de uma Vida – Como o resgate da autoestima e o fim da busca pela perfeição me tornaram mais forte e feliz aos quase 60 anos“, é o título do livro.

Em entrevista ao jornal ‘Extra’, a atriz falou sobre a decisão de escrever o livro, que fala muito sobre como fica abalada a autoestima da mulher com o passar dos anos.

“Comecei a escrever há seis anos, motivada pela minha chegada aos 60. Senti que a cobrança por aquela musa de 1990 estar envelhecendo ficou mais acirrada. Há anos, dou palestras sobre autoestima, falo a muitas mulheres sobre ser feliz sem precisar corresponder às exigências do olhar dos outros, disse.

Veja também:
Pantanal: 'medo de machucar', diz Leandro Lima sobre cenas de sexo

Autobiografia de Cristiana Oliveira

A atriz ressalta que a biografia traz relatos pessoais e ela comenta a dificuldade que as pessoas têm de ver as outras envelhecendo.

“Resolvi colocar no papel de uma forma simples, sem a intenção de ser autoajuda. São relatos pessoais, a minha luta pelo equilíbrio. A internet critica de uma forma muito agressiva. É como se o meu envelhecimento causasse raiva, repulsa nas pessoas. Canso de ler comentários assim e não me importo mais. Liguei o foda-se”, afirmou a atriz em entrevista.

Cristiana Oliveira comentou sobre as mudanças que teve em seu corpo no decorrer dos anos. Ela lembrou da época em que engordou bastante, sofreu gordofobia e sempre se sentiu pressionada e cobrada pelas pessoas com relação a sua aparência. 

“Só parei de brigar com o espelho quando cheguei à menopausa. Gosto de me cuidar, prefiro ser uma mulher longilínea, essa é uma escolha minha. Estou com uns 10kg acima do que tinha 20 anos atrás, mas me curto assim. Cheguei aos 110kg na adolescência, sofri gordofobia até em casa. Como modelo, continuei sendo cobrada. Já atriz, era chamada a atenção pelos diretores: ‘Precisa emagrecer, tá gordinha’. Pensava: ‘E daí? Estudo o texto, faço aulas de voz e consciência corporal…’”, contou a atriz.

Segundo Cristiana, foi só mais velha que ela se desconstruiu, passou a se amar mais e entender que as críticas sempre vão existir.

“Até que veio a Araci (de ‘Insensato Coração’, em 2011) e me desconstruí, aumentei em 20kg. Sei que as críticas vão existir pra sempre. De mim, podem falar o que quiserem. Mas se ofenderem as minhas filhas (Rafaella, de 34 anos, e Antônia, de 23), o meu neto (Miguel, de 10) e o meu marido (Sergio Bianco, de 57), aí a coisa muda de figura. Eu viro onça“, declarou Cristiana, fazendo uma divertida referência à personagem que a consagrou em ‘Pantanal’.

Veja também:
Ambos bissexuais, protagonistas de 'Pantanal' vivem romance na vida real

A atriz falou também a respeito da aceitação do processo de envelhecimento.

Envelhecer é um privilégio. Não quer? Morre jovem! Só parem com as ofensas! Não estou nem falando por mim, plena na minha idade. Transformam os idosos em pessoas invisíveis. Tenham respeito pela história, pela beleza da vida dessas pessoas. Na era da internet, dos likes, magreza e juventude viraram virtudes. Me olham na rua e falam: ‘Nossa, como você está jovem!’, ‘Como você está magra!’. Me perguntem se estou bem, caramba!”, afirmou a atriz ao ‘Extra’.

Cristiana Oliveira falou também sobre as mudanças em sua vida profissional e o propósito que tem no trabalho.

“Há quatro anos, sou também empresária. Então, não estar interpretando não me pega financeiramente, nem pela vaidade. Mas tenho no trabalho um combustível de vida, seja na TV ou no teatro, no cinema, nas palestras… Quando não estou em ação, me sinto vazia, disse.

“Ainda não evoluí a ponto de transformar o ócio em algo criativo. Com a reprise de ‘O Clone’ e o retorno de ‘Pantanal’, acabo estando presente, sou lembrada de alguma forma. O público ainda me chama de Alicinha (a vilã da novela de Gloria Perez) e de Juma Marruá Raiz, Primeira Juma, Eterna Juma…, comentou Cristiana, orgulhosa do que representa.

Compre o livro de Cristiana Oliveira pela Amazon, com opção de frete grátis. Basta acessar clicando por aqui.

Veja também:
Drico Alves, o José Leôncio de 'Pantanal', teve vídeo íntimo vazado por Mel Maia

Veja a capa da biografia de Cristiana Oliveira:

Biografia - Cristiana Oliveira
Foto: Divulgação

Confira uma foto do encontro das duas Jumas, Cristiana Oliveira e Alanis Guillen:

Jumas - Pantanal
Foto: Reprodução/Instagram
  • Epa! Livros de autoajuda a menos de R$ 10??? Lista de eBooks com até 70% de desconto! Não deixe de garantir a promoção clicando aqui e atualize sua lista de leituras. 

Pantanal: encontro entre as Jumas movimenta web e emociona telespectadores

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

McDonalds Atendente - McDonald's baleado

Cliente briga por cupom de desconto e dá um tiro em atendente do McDonald’s

tênis Paris Sneaker - Balenciaga

Balenciaga lança tênis sujo e destruído a R$ 10 mil e vira chacota na web brasileira