in ,

Grávida do 6º filho, Letícia Cazarré recebe diagnóstico preocupante

A stylist é esposa do ator Juliano Cazarré e luta contra a exaustão extrema da sexta gestação

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Letícia Cazarré, estilista e esposa do ator Juliano Cazarré, em um desabafo íntimo à revista ‘Caras’, revelou enfrentar um quadro de esgotamento enquanto se prepara para a chegada de seu sexto (!!!) filho.

O diagnóstico de burnout veio à tona pouco antes de Letícia descobrir a gestação de Estêvão, o mais novo membro da família Cazarré, previsto para vir ao mundo em 1º de março através de uma cesariana programada.

A surpresa da gravidez trouxe consigo uma mistura de emoções para Letícia. “Nos primeiros dias, em vez de sentir aquela alegria de uma nova vida que chega, eu senti muita preocupação, fiquei pensando se iria dar conta, se meu corpo iria aguentar”, declarou ela em entrevista.

Em meio à rotina exaustiva de dormir apenas quatro horas por noite e gerenciando a dinâmica de uma família numerosa, Letícia encontrou na fé e no descanso as forças para superar as adversidades.

Com orientação médica, ela começou a dedicar mais tempo ao descanso, o que gradativamente aliviou tanto seu corpo quanto sua mente. Agora, mais confiante e sentindo-se mais fortalecida, Letícia afirma: “Agora, acho que vai dar tudo certo”.

O que fiz foi rezar, tentar descansar mais. Foi o que os médicos mandaram. Eu dormia quatro horas por noite há meses e, durante o dia, era intenso, com os filhos para cuidar, todas as demandas que uma família grande tem. E, aí, meu corpo foi melhorando, a mente também e fui me sentindo mais eu mesma”, acrescentou ela.

Veja também:
Inventora do chá revelação se arrepende da própria criação: 'ficou agressivo'

A família Cazarré, que já conta com Vicente, Inácio, Gaspar, Maria Madalena e Maria Guilhermina, esta última nascida com um problema cardíaco, se prepara agora para receber mais um membro, Estêvão.

Veja uma foto da família de Letícia e Juliano Cazarré:

família Juliano e Letícia Cazarré
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O que é a Síndrome de Burnout?

O mundo profissional está cada vez mais familiarizado com um termo que descreve o ápice do esgotamento no ambiente de trabalho: o burnout.

Caracterizada por um estado devastador de estresse, desinteresse e sensação de ineficiência, essa síndrome vem afetando um número crescente de trabalhadores globalmente.

Reconhecido recentemente pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma doença ocupacional, o burnout traz implicações significativas não apenas para a saúde mental, mas também para os direitos trabalhistas.

Mas o que realmente é o esgotamento? Diferente de condições como ansiedade ou depressão, que podem se manifestar em diversos contextos, o burnout está intrinsecamente ligado ao cenário profissional.

É o resultado acumulado de estresse específico no local de trabalho que não foi gerenciado especificamente. Os sintomas incluem um nível devastador de estresse, desinteresse geral pelas atividades laborais e uma profunda sensação de não realizar nada significativo no trabalho.

Essa síndrome foi objeto de intensa discussão até que, em janeiro deste ano, recebeu um novo status pela OMS.

Ao ser classificado como doença ocupacional, o burnout passa a ser reconhecido oficialmente como um risco sério à saúde dos trabalhadores, garantindo a eles direitos específicos quando divulgados.

Veja também:
Afinal, Sandra Annenberg era uma das passarinhas do Castelo Rá-Tim-Bum?

Esta medida é um passo importante no reconhecimento dos desafios mentais enfrentados por profissionais em diversos setores, enfatizando a necessidade de abordagens preventivas e curativas no ambiente de trabalho.

De acordo com especialistas, a conscientização sobre o burnout é crucial.

Entender seus sinais e sintomas não apenas ajuda na identificação e tratamento precoce, mas também destaca a importância de um equilíbrio saudável entre trabalho e vida pessoal, práticas de gestão de estresse e um ambiente de trabalho positivo e de suporte.

O casal planeja ainda mais filhos após o 6º?

Em meio a reflexões pessoais e familiares, Letícia aborda a complexa decisão de ter ou não mais filhos após sua sexta gravidez.

Com uma perspectiva influenciada por convicções religiosas e filosóficas profundas, ela expressa um olhar diferenciado sobre o conceito de maternidade e a facilidade de vida. Em entrevista, Letícia esclareceu:

“Essa pergunta é estranha para quem entende o que é a abertura à vida e à prática. Nossa cultura – humanista, cientificista, secularista – já muito nos separa de Deus e da noção de que certas coisas (como os filhos que vamos ter) não estão e não deveriam estar sob o controle da nossa vontade e do nosso ‘pensamento’.

Um filho é uma pessoa criada e desejada por Deus, e confiada a nós, pais. Não é simplesmente rejeitar. Quando você entende isso e entende também que o casamento, o matrimônio, é uma promessa nossa para Deus e de Deus para nós, você percebe que Ele (Deus) é quem vai decidir quantos filhos vocês terão“. 

A família de Letícia e Juliano Cazarré nutre o desejo de deixar o Brasil. Letícia revelou em entrevista que sonha em deixar o país e estabelecer-se nos Estados Unidos, idealizando uma vida mais tranquila e próxima de amigos queridos. Ela relata:

Veja também:
Perturbador: mulher dá à luz estando por quase 10 anos em estado vegetativo

“Diria que tenho o sonho de sair um dia. Gostaria de viver num estado tranquilo dos Estados Unidos, perto da minha amiga Ana Paula Henkel (comentadora e ex-jogadora de vôlei). Ela sugeriu Montana, o Cazarré gostou da ideia. Mas a verdade é que com a Guilhermina nós temos que nos manter com os pés bem no chão e deixar os sonhos para o lugar dos sonhos”. 

Esta aspiração, contudo, é barrada pela realidade da condição de saúde de sua filha mais nova, Maria Guilhermina, que nasceu com uma cardiopatia congênita, mantendo assim os planos da família ancorados em considerações práticas e cuidados essenciais.

Juliano Cazarré chora e pede orações pela filha recém-nascida: ‘baita susto’

Em Destaque

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Nicolas Prattes - ator

Nicolas Prattes no Grindr? Notificação vazada ao vivo lembra app gay

Valeu Natalina

Diogo Defante é processado pelo jovem do vídeo ‘Valeu Natalina’