in ,

Mulher ganha processo, comemora com dancinha no TikTok e juíza volta atrás

Agora, além de perder a indenização que receberia, ela terá que pagar uma multa para a empresa

Foto: Reprodução/TikTok

Existe um limite de bom senso necessário no uso das redes sociais? A história de uma mulher que comemorou a vitória de um processo trabalhista com dancinha no TikTok – e acabou perdendo a indenização – tomou conta da web recentemente e leva a uma reflexão sobre o assunto.

  • Alexa com mais de R$ 100 de desconto!!! Com opção de FRETE GRÁTIS!!! E a melhor parte: experimente por 30 dias e DEVOLVA se não curtir o produto! Confira clicando aqui.

Esmeralda Mello é uma vendedora de 21 anos que entrou com uma ação trabalhista contra uma joalheria na qual era funcionaria e ganhou. Juntamente com duas amigas, que foram testemunhas na ação, ela gravou um vídeo para o TikTok dançando em comemoração à vitória judicial.

Contudo, a decisão de postar vídeo fazendo as infames dancinhas do TikTok acabou prejudicando a vendedora, que acabou perdendo a indenização.

Veja também:
Mulher confundida com travesti processa Rodrigo Faro e Record TV

A dona da joalheria levou o vídeo até a Justiça, que reverteu a sentença. Além de não receber o valor, Esmeralda ainda terá que pagar uma multa à empresa.

A vendedora entrou com processo por dano moral causado pela omissão de registro de trabalho, dano moral por tratamento humilhante e o reconhecimento retroativo, na Carteira de Trabalho, de vínculo empregatício.

Após prestar depoimento em audiência realizada no fim de 2021, Esmeralda Mello gravou o vídeo para o TikTok e postou na rede social com a seguinte legenda: “Eu e minhas amigas indo processar a empresa tóxica“. 

O caso foi julgado pela 8ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, em São Paulo. Depois da publicação do vídeo comemorando, a juíza Silvia Almeida Prado Andreoni considerou a dancinha no TikTok desrespeitosa“.

A magistrada ainda destacou que a relação entre as três mulheres “indica de forma clara que eram amigas e que tinham, no mínimo, uma grande animosidade em relação à joalheria”. Ou seja, elas não poderiam ter testemunhado, devido à relação próxima com a vendedora.

Veja também:
Jovem grava dancinha de TikTok no leito de morte da mãe e é esculhambada na web

Na decisão, a juíza ainda disse que:

“Trata-se de uma atitude jocosa e desnecessária contra a empresa e, ainda, contra a própria Justiça do Trabalho. Demonstra, ainda, que estavam em sintonia sobre o que queriam obter, em clara demonstração de aliança, agindo de forma temerária no processo, estando devidamente configurada a má-fé“. 

Esmeralda Mello - vídeo TikTok
Fotos: Reprodução/Redes Sociais

Dancinha do TikTok gera consequências

As três amigas foram condenadas por litigância de má-fé – conduta abusiva ou corrupta realizada por uma das partes no processo – e terão que pagar uma multa de 2% sobre o valor atribuído à causa para a empresa.

Mesmo depois de a Justiça ter revertido a decisão, Esmeralda Mello garante que não se arrependeu de ter postado o vídeo no TikTok e que está levando a situação numa boa.

“Não me arrependi da postagem, mas ela teve uma repercussão que eu não esperava. Tive um milhão de visualizações no vídeo e não esperava que fosse repercutir desse jeito. Meu celular está travado de tanta mensagem. Mas estou encarando tudo isso numa boa. Como diz o ditado: fazendo do limão uma bela limonada”, disse a vendedora em entrevista ao portal ‘G1’.

Esmeralda explicou que o vídeo foi postado depois de uma audiência, em um momento em que ainda era impossível ela saber se ganharia ou não.

“As duas são minhas colegas de trabalho e não se usa esse termo na internet. Nem sei o que deu de postar esse vídeo, mas não ia colocar na legenda ‘eu e minhas colegas’. Coloquei amigas. Amigo é um termo muito comum de ser usado. O vídeo foi postado depois da audiência, em novembro do ano passado. Ainda nem sabia se ia ganhar a causa, afirmou a jovem.

Veja também:
Jovem é executada por facção criminosa após gesto, sem querer, em vídeo no TikTok

Sobre os comentários que a história gerou nas redes sociais, Esmeralda diz que está sabendo lidar: “Tem a galera que apoia e tem também os ‘haters’. Mas faz parte. Estou encarando isso bem“.

Confira o vídeo responsável por levar Esmeralda a perder a indenização:

  • Alexa com mais de R$ 100 de desconto!!! Com opção de FRETE GRÁTIS!!! E a melhor parte: experimente por 30 dias e DEVOLVA se não curtir o produto! Confira clicando aqui.

Jovem grava dancinha de TikTok no leito de morte da mãe e é esculhambada na web

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Mulher da casa abandonada

Mulher da casa abandonada se nega a abrir mansão e polícia invade

luisa mell

Luisa Mell enfrenta mulher da casa abandonada e mostra tudo ao vivo