in ,

Paulo Betti diz que Regina Duarte é um ‘ser amargurado’: ‘trajetória trágica’

Ator que interpretou o blogueiro Téo na novela ‘Império’ afirma que repudia fofocas

Consagrado ator da televisão brasileira, Paulo Betti está novamente no ar com a reexibição da novela ‘Império’, pela TV Globo, na qual interpreta o blogueiro (e fofoqueiro) Théo.

Apesar de ter um carinho imenso pelo personagem, ele conta que repudia fofocas e, inclusive, pontua que elas são prejudiciais e sem ética. A conversa foi com a revista 29HORAS.

Veja também:
Lembra dela? A Júlia da novela 'A Vida da Gente' cresceu e quer voltar a atuar

“Quando fazemos fofoca sobre alguém, colocamos nessa pessoa tudo o que temos de pior dentro da gente. E, ao fazermos isso, nos livramos de qualquer defeito, nos tornamos modelos de perfeição”, ele disse.

“Consequentemente, além de fazer mal ao outro, frustramos toda e qualquer possibilidade de mudança interna que possa nos ajudar a evoluir, a melhorar, a nos corrigirmos”, completa.

“E é assim mesmo! O Téo ocupava um espaço que hoje é o das ‘fake news’, do jornalismo sem ética. Ele inventava notícias, distorcia fatos, destruía reputações, era maldoso. De certa forma, foi um precursor desse ‘Gabinete do Ódio’ que funciona em Brasília”, compara.

Paulo Betti fala sobre Regina Duarte

E por falar no assunto, Betti diz ainda sobre a colega de profissão Regina Duarte, apoiadora assídua do governo.

Veja também:
Paulo Gustavo pagou auxílio para 120 profissionais desempregados na pandemia

“A trajetória da Regina foi uma coisa trágica, sem dúvida. Ela vem de uma consciência política, lá do tempo do seriado ‘Malu Mulher’, mas foi decaindo e se metamorfoseando até se converter nesse ser amargurado que tentou justificar a Ditadura Militar e apoiou o governante que conduz o nosso país de forma desastrosa. É muito triste”, comenta.

A nova edição da revista 29HORAS está disponível para retirada gratuita nas salas de embarque e desembarque dos aeroportos de Viracopos (Campinas/SP), Congonhas (São Paulo/SP) e Santos Dumont (Rio de Janeiro/RJ).

Neste mês de junho, a publicação destaca entrevistas exclusivas com Paulo Betti, Alessandra Negrini e Kátia Barbosa.

Paulo Betti se emociona ao falar sobre morte do neto de 1 ano de idade

Comente com o Facebook
Jakson Follmann chapecoense

Sobrevivente do voo da Chapecoense sofre preconceito quando viaja de avião

Alessandra Negrini

Alessandra Negrini se sentia ‘ridícula’ ao postar fotos nas redes sociais